Temer libera R$ 3,4 milhões a deputados do Tocantins antes da votação da denúncia

quarta-feira, 11 de outubro de 2017 às 09:22
Presidente Temer agracia deputados com emendas. – Sérgio Lima/Poder360

O governo empenhou em setembro R$ 1 bilhão em emendas parlamentares de deputados federais, que vão julgar a admissibilidade da denúncia contra Michel Temer e os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria Geral), pelos crimes de obstrução à justiça e organização criminosa.  Os valores foram levantados pelo site Poder 360.

Os recursos já estão reservados, mas ainda não liberados. O montante só não é maior do que em junho (R$ 2 bilhões) e julho (R$ 2,2 bilhões), quando tramitou na Câmara a 1ª denúncia contra Michel Temer por corrupção.

O Planalto empenhou R$ 54 milhões em emendas parlamentares de integrantes da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara. A 2ª denúncia contra o presidente Michel Temer será analisada no colegiado. O grupo emitirá um parecer recomendando andamento ou suspensão da denúncia ao plenário.

Do Tocantins, tiveram emendas empenhadas os seguintes deputados federais:

1 – Dulce Miranda (PMDB) – R$ 571.110,00

2 – Irajá Abreu (PSD) – R$ 997.525,00

3 – Josi Nunes (PMDB) – R$ 632.506,00

4 – Lázaro Botelho (PP) – R$ 348.876,00

5 – Professora Dorinha Seabra Rezende (DEM) – R$ 855.630,00

6 – Carlos Gaguim (Podemos) – R$ 19.851,00

A verba empenhada aos parlamentares do Tocantins totaliza R$ 3.425.498,00.

(AF NOTÍCIAS)

-- Publicidade --

Comentários no Facebook