Escola de Praia Norte e Esperantina recebem visita cidadã da PM

sexta-feira, 16 de agosto de 2019 às 18:06
As visitas cidadãs e solidárias são ações de Polícia Comunitária. – Fotos: Divulgação/ 9º BPM

PRAIA NORTE – A Polícia Militar por meio do 9º Batalhão da PM (9º BPM) realizou visitas cidadã em duas escolas da região na noite dessa quinta-feira, 15. A primeira visita foi na escola estadual Genésio Gomes, em Praia Norte. A segunda ocorreu na cidade de Esperantina, na escola estadual Joaquina Maria da Silva.

Na escola estadual Genésio Gomes, em Praia Norte, a PM foi recepcionada pelo diretor Wilson Sanches acompanhado de servidores. Durante a visita o diretor Wilson relatou a importância da interação entre a Polícia Militar e a escola.

Em Esperantina, a unidade escolar beneficiada foi a escola estadual Joaquina Maria da Silva. A equipe de policiais militares foi recepcionada pelo secretário e o coordenador pedagógico, Silas Barbosa e Ronaldo Sousa.

Silas e Ronaldo declaram a PM, que as visitas têm sido bastante produtivas. “Desde quando a PM começou visitar a escola com frequência, os alunos tem demonstrado mais obediência e a criminalidade nas adjacências da escola tem diminuído significativamente”, disseram aos policiais militares.

A presença da Polícia Militar na escola é ação proativa, que visa por meio do policiamento ostensivo fardado, medidas preventivas na segurança pública, a fim de evitar delitos e violações de norma de condutas por parte de alunos ou de pessoas que não integram o corpo discente. E assim, dificultar a possibilidade da praticidade de delitos no “santuário do saber”.

As visitas cidadãs e solidárias são ações de Polícia Comunitária. Ambas integram o manual de Procedimento Operacional Padrão (POP) usado pela Polícia Militar, e vêm sendo desenvolvidas em toda a área de atuação do 9º Batalhão de Polícia Militar (9º BPM), comandado pelo tenente-coronel Weslley Dias Costa.

Visita cidadã

De acordo com o POP, a visita consiste no ato do policial deslocar-se às residências, às escolas, às igrejas, aos estabelecimentos comerciais ou a outro local de interesse da Segurança Pública, a fim de colher informações, captar necessidades e repassar as orientações necessárias ao incremento da segurança, além de se integrar de maneira proativa na vida social da comunidade, instigando a sociedade na busca de seus anseios.

(ASCOM/9º BPM)

-- Publicidade --

Comentários no Facebook