Presidente da Câmara de Augustinópolis decreta recesso e afastamento do prefeito pode não acontecer

terça-feira, 14 de janeiro de 2020 às 09:28
Populares presentes na Câmara Municipal. – Foto: Paulo Palmares/VB

AUGUSTINÓPOLIS – Estava agendado para manhã desta terça-feira, 14, a sessão de julgamento do processo 003/2019 que tem como origem a denúncia do lavrador Claudenor Pereira e se pretendia cassar o prefeito Júlio Oliveira.

Com a decisão judicial desta segunda-feira, determinando a volta imediata dos vereadores eleitos, o presidente da Câmara Municipal, Cícero Moutinho decretou recesso entre a data de hoje a 30 de janeiro, consequentemente suspendendo a sessão de julgamento.

Chaveiro foi chamado para abrir as portas da Câmara Municipal. – Foto: Paulo Palmares/VB
Publicidade

Com isso vereadores e populares ao chegar a sede do Poder Legislativo o encontraram fechado. Impossibilitados de entrarem, foram a Delegacia de Polícia, onde fizeram um Boletim de Ocorrência, comunicando o fato e chamaram um chaveiro para abrir a Casa de Leis do município.

Em seguida, mais uma vez os assentos da Câmara Municipal foram tomados por apoiadores do prefeito onde fizeram orações e esperam a presença dos vereadores para iniciar a sessão.

(Redação Voz do Bico)

-- Publicidade --

Comentários no Facebook