Ditador da Coreia do Norte matou golpista em tanque com piranhas importadas do Brasil

segunda-feira, 10 de junho de 2019 às 10:04
Piranhas (imagem meramente ilustrativa) Foto: Reuters

Uma reportagem do jornal britânico “Daily Star” afirmou, citando fontes, que Kim Jong-un, o ditador da Coreia do Norte, jogou um general acusado de traição em um grande tanque cheio de piranhas importadas do Brasil.

O nome do oficial não foi revelado. Segundo a publicação, para que os peixes fosse atiçados, o golpista recebeu cortes no braços e no tronco antes de ser jogado no tanque, localizado na residência oficial de Ryongsong.

Kim Jong-un
Kim Jong-un Foto: Reuters
Publicidade

O método de execução teria sido inspirado em uma cena do filme “O espião que me amava”, do agente 007. Na obra, o vilão Karl Stromberg executa oponentes em um tanque repletos de tubarões. (Assista aqui)

O jornal afirma que o regime comunista norte-coreano tem desenvolvido vários tipos de execuções a fim de amedrontar potenciais traidores. Golpistas já foram postos até em gaiolas com tigres. Outros foram executados com maçaricos.

(PAGE NOT FOUND)

-- Publicidade --

Comentários no Facebook