AMNT comemora 10 anos e acredita que plantou a semente do tropeirismo na região revivendo um pouco da cultura dos antepassados

quinta-feira, 2 de maio de 2024 às 14:49
1.097 Visualizações

Tropeada foi encerrada no Recanto dos Muladeiros, sede da Associação dos Muladeiros do Norte do Tocantins. – Fotos: Assessoria AMNT

BICO – A valorização da cultura do tropeirismo foi vivenciada ao longo das 10 edições através das tropeadas cortando no lombo do muar os rincões do Bico do Papagaio revivendo e saboreando comidas típicas, música caipira, respeito às propriedades e à vida simples e difícil daqueles que os antecederam. “Além da boa prosa no tinir do estribo rompendo o estradão”, diz Leandro Lopes, um dos criadores do evento.

Publicidade

A 10ª Tropeada de Muladeiros do Norte do Tocantins e 9° Encontro de Muladeiros deste ano aconteceu entre 25 e 28/04/2024 e, como nas outras edições o evento reuniu muladeiros de várias cidades e de outros estados para deixar o rastro da mulada em mais um percurso que partiu da Fazenda Nossa Senhora Aparecida no município de Itaguatins, pernoitando na Fazenda Ouro Verde, já no município de Axixá. Ainda fizeram pouso na Fazenda Santa Maria em Augustinópolis

A novidade desse ano ficou por conta da chegada a Augustinópolis. Depois do desfile de mulas pela cidade passando pelo Santuário de Santa Rita de Cássia para a tradicional benção dos tropeiros, a Tropeada foi encerrada no Recanto dos Muladeiros, sede da Associação dos Muladeiros do Norte do Tocantins que pela primeira vez acolheu os muladeiros e seus animais.

Na chegada o comissário Leandro Lopes Machado fez agradecimento a todos, às autoridades políticas ali presentes, ao Sindicato Rural na pessoa da Presidente Cassia Cayres pela parceria, aos comissários atuais e anteriores e principalmente aos tropeiros pioneiros que inspiraram para a criação desse movimento de resgate da cultura do tropeirismo: os Srs João Demetil Tobias, Domingos Almeida (Santin), e Antônia Alves Lopes.

Seguindo sua fala, o comissário Leandro agradeceu também a todos que colaboraram para a obra do Recanto chegar ao ponto que está. Agradeceu aos comissários atuais e anteriores pelo empenho e dedicação e lembra que há ainda a missão de concluir a estrutura de barracão e a pista de provas para um melhor acolhimento dos muladeiros e seus animais.

(Redação Voz do Bico)

-- Publicidade --

Comentários no Facebook