Bancários do Tocantins aderem à Greve Geral no próximo dia 28 de abril; sindicatos definem estratégias de mobilização

quinta-feira, 20 de abril de 2017 às 12:01
180 Visualizações

Foto: InternetA mobilização sindical tocantinense está a todo vapor para o movimento de Greve Geral Nacional marcada para o próximo dia 28 de abril. Em assembleia realizada nessa terça-feira, 18, os bancários do Tocantins aprovaram por unanimidade a participação na greve, convocada pelas centrais sindicais do País, contra as reformas Trabalhista e Previdenciária propostas pelo Governo Federal.

O Sindicato dos Bancários do Tocantins (Sintec-TO) está notificando todos os bancos nesta quarta-feira, 19, informando da decisão em aderir a greve aprovada pela categoria. O Sintec-TO orienta todos os bancários a não comparecer ao postos de trabalho no dia 28 de abril.

Publicidade

Ainda no dia 28, as centrais sindicais realizarão a partir das 8h da manhã, com concentração em frente ao Colégio São Francisco localizado na Quadra 108 Norte e caminhada pela Avenida JK até a Assembleia Legislativa na Praça dos Girassóis.

Para o presidente do Sintec-TO, Crispim Batista Filho, a participação da categoria é fundamental. “Precisamos da união de todos para lutar contra estas reformas. Não podemos aceitar que os direitos dos trabalhadores sejam desrespeitados”, afirmou Batista Filho.

Foto: Divulgação
Assembleia Geral Sintec

Sindifato 

No último dia 11 o presidente do Sindicato dos Farmacêuticos do Estado do Tocantins (Sindifato), Pedro Henrique Rocha, participou de reunião com representantes das centrais sindicais União Geral dos Trabalhadores (UGT), Central Única dos Trabalhadores (CUT), Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) e Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST).

“Estamos definindo as estratégias de mobilização das categorias para termos um bom número de participantes no movimento que promete parar o Brasil. Unidos vamos mostrar que tanto a sociedade civil quanto a classe trabalhadora não aceitam as imposições do governo federal, muito menos as propostas de reformas da Previdência, Trabalhista e o projeto de Terceirização aprovado pela Câmara dos Deputados”, destacou o presidente do Sindifato.

Foto: Divulgação
Reunião Sindifato

UFT

Na Universidade Federal do Tocantins (UFT) também mobiliza-se os estudantes sobre a greve geral do dia 28. Nesta semana, foram entregues panfletos de sala em sala convidando os estudantes a participarem na última segunda-feira, 18, no Cuica em Palmas, de um debate. “É chegada a hora de se dar um basta! No País inteiro, organiza-se a maior greve geral desde as “Diretas Já” para frear tais medidas impopulares gestadas no Palácio do Jaburú e no Congresso Nacional, ambos fundados até o pescoço na lama da corrupção”, segundo informações em panfleto. 

Foto: Divulgação
Panfleto entregue na UFT

CUT 

De acordo com informações repassadas pelo presidente da Central Única dos Trabalhadores do Tocantins (CUT), José Roque, mais de 20 sindicatos e quatro centrais participam ativamente no Estado da mobilização para a greve do dia 28 – Sintet, Sintras, Seet, Fesserto, Sindicato dos Correios, dos Bancários, Sisepe, Singarehst, Fisco, entre outros estão na lista. 

Segundo Roque, deverá haver outra rodada de reuniões na próxima semana. “Deveremos marcar uma nova rodada de reuniões, nos próximos dias. Agora mesmo vou conversar com mais algumas pessoas que estão querendo participar”, disse.

(CONEXÃO TOCANTINS)

-- Publicidade --

Comentários no Facebook