Comarca de Tocantinópolis promove a II Oficina de Pais e Filhos com foco na pacificação social entre as famílias

quarta-feira, 4 de dezembro de 2019 às 15:19
“A oficina é um importante instrumento de ajuda às famílias que buscam na Justiça a solução de suas lides”, palavras do Coordenador do Cejusc, o juiz Helder Carvalho Lisboa. – Fotos: Divulgação

TOCANTINÓPOLIS – A ll Oficina de Pais e Filhos do Centro Judiciário de Resolução de Conflitos e Cidadania (CEJUSC), da Comarca de Tocantinópolis, contou com mais de 62 pessoas, dentre pais, mães e filhos que enfrentam processos na Justiça, além de visitantes e colaboradores, nessa última sexta-feira (29/11).

Com o objetivo de auxiliar pais e filhos a enfrentarem as consequências da separação, reduzir traumas decorrentes dessa mudança familiar, as oficinas se tornam um importante instrumento de disseminação da cultura de pacificação social entre as famílias.

Publicidade

De acordo com o Coordenador do Cejusc, o juiz Helder Carvalho Lisboa, “a oficina é um importante instrumento de ajuda às famílias que buscam na Justiça a solução de suas lides, assim, com a participação dos pais e filhos neste projeto, pretende-se auxiliá-los a criarem um efetivo e saudável entendimento familiar, buscando o menor dano emocional a todos os envolvidos.”

O evento foi feito em parceria com Defensoria Pública da cidade e com o Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (NUPEMEC), coordenado pelo juiz Manuel de Faria Reis Neto. Também estiveram presentes na oficina as conciliadoras e expositoras Edith Farias de Oliveira, Natacha Naiade Menezes Almeida, Wilvilandia Dalvino de Alencar Moura e Vanessa Pereira Costa, além dos servidores da Defensoria Pública, Elisneian Chaves e Valdoci Feitosa.

(ASCOM/TJ-TO)

-- Publicidade --

Comentários no Facebook