Iniciativa de escola de Tocantinópolis busca desenvolver habilidades artísticas de alunos da educação especial

quinta-feira, 6 de dezembro de 2018 às 18:03
Foto: Seduc/Governo do Tocantins

TOCANTINÓPOLIS – Estudantes da educação especial do Colégio Dom Orione, de Tocantinópolis, participaram durante o ano letivo de 2018 do projeto Descobrindo Talentos. Nesta quarta-feira, 5, familiares dos alunos e servidores da unidade de ensino, prestigiaram a exposição dos objetos confeccionados por eles utilizando técnicas de reciclagem e reaproveitamento.

Conforme a educadora Filomena Franco da Silva, a iniciativa visa desenvolver as habilidades artísticas e a psicomotricidade, além de estimular a criatividade dos alunos atendidos na Sala de Recursos Multifuncionais da unidade escolar. “Além do estimulo por meio das cores, texturas e formas dos objetos trabalhados, a ação desenvolveu ainda a conscientização sobre sustentabilidade”, disse.  “O intuito das nossas oficinas é aperfeiçoar essas aptidões utilizando objetos que seriam descartados nas nossas produções”, elencou a professora Rosinalva Carneiro da Silva Magalhães.

“A expressividade artística dentro da área da psicomotricidade torna-se importante para o desenvolvimento da criatividade do aluno, bem como no desempenho cognitivo, pois amplia a possibilidade de compreensão do mundo e colabora para um melhor entendimento dos conteúdos relacionados a outras áreas do conhecimento”, frisou a coordenadora pedagógica da escola, Hélida Brilhante de Jesus Queiroz.

Para a estudante Raimara Martins da Silva, o resultado do projeto “foi ótimo porque ajudou a melhorar a criatividade. Aprendemos a fazer artesanato com material reciclado e cuidar do meio ambiente”, avaliou.

O diretor Regional de Educação de Tocantinópolis, Dorismar Carvalho, participou o evento destacou a relevância do projeto. “A exposição mostrou os resultados do atendimento educacional especializado com os alunos das salas de recursos. O reconhecimento de suas habilidades por parte da comunidade é um estímulo imenso para eles”, ponderou.

(CONEXÃO TOCANTINS)

-- Publicidade --
-- Publicidade --

Comentários no Facebook