Kátia Abreu propõe suspender parcelas do crédito fundiário durante o período do decreto de calamidade

sexta-feira, 16 de outubro de 2020 às 11:29
Senadora Kátia Abreu. Foto: Arquivo/VB.

NACIONAL – A senadora Kátia Abreu (PP) propôs, em reunião com a equipe do Ministério da Economia nessa quinta-feira, 15, a suspensão do pagamento das parcelas do crédito fundiário para os pequenos produtores incluídos na Reforma Agrária. O motivo apontado é que, com o início da pandemia e as medidas sanitárias tomadas nos estados e municípios para evitar a propagação do vírus, os pequenos produtores perderam espaços para comercializar seus produtos e agora acumulam dívidas difíceis de cumprir.

“As feiras foram todas suspensas. Os carros das prefeituras que buscavam os alimentos da agricultura familiar não estão mais circulando. E esse pessoal é humilde mas é bom pagador. Eles só tem o nome deles a zelar e estão sendo punidos porque não estão conseguindo pagar a conta por causa da crise. Só queremos a suspensão até a vida voltar ao normal e eles poderem pagar”, explicou a senadora.

Publicidade

O assessor especial do Ministério da Economia, Vitor Saback, recebeu a proposta e se comprometeu a analisar a melhor forma de fazer a suspensão. O intuito é suspender o pagamento das parcelas do crédito fundiário entre 20 de março e 31 de dezembro, segundo informações da assessoria da senadora.

(Ascom)

-- Publicidade --