Secretário executivo da Seciju realiza visita técnica em unidades penais no Bico do Papagaio

sexta-feira, 14 de janeiro de 2022 às 17:23
114 Visualizações

BICO – O secretário executivo da Seciju, Geraldo Cabral, realizou nesta quinta, 13, e sexta-feira, 14, visitas técnicas nas unidades penais de Tocantinópolis, Augustinópolis, Araguatins e Feminina de Ananás, no Bico do Papagaio, a visita teve como objetivo acompanhar o trabalho desenvolvido, além de conhecer os projetos de reintegração social e infraestrutura dos estabelecimentos penais.

Durante o período, o secretário conversou com servidores e custodiados, com intuito de acompanhar as atividades e reformas que estão sendo realizadas e orientações necessárias.

Publicidade

A Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju) atua para garantir que a execução da pena das pessoas privadas de liberdade no Tocantins seja realizada de forma humanizada e segura.

O secretário executivo ressaltou que “conhecer e acompanhar os serviços realizados em cada Unidade Penal do Estado são formas de fomentar o trabalho que está sendo desenvolvido, além de conversar com os servidores e com os custodiados a fim de entender as necessidades específicas de cada estabelecimento penal, seguindo o compromisso feito pela nossa Gestão, de promover a execução da pena de forma humanizada e segura. Em todas as Unidades que visitei, o que mais me impressionou e me trouxe alegria foi perceber o grande empenho dos chefes e equipes que vêm trazendo grandes transformações nos locais onde atuam. Parabenizo e agradeço pelo trabalho árduo dos nossos servidores que estão sempre lutando para a função social da pena”, reforçou o gestor.

A gerente de Assistência e Saúde ao Preso, Sandra Veloso, explica que a visita técnica também tem como intuito verificar as assistências prestadas aos privados de liberdade. “As visitas são para conhecer as estruturas, ver como estão as equipes, como estão sendo realizadas as assistências aos custodiados. E a nossa gerência tem feito um trabalho mais próximo de assistência aos privados de liberdade, por isso também estamos acompanhando essas visitas, auxiliando nesse processo”, afirmou.

(SECOM TO)

-- Publicidade --