Empresa cria plataforma para ajudar jovens no voto consciente

segunda-feira, 19 de setembro de 2022 às 07:06
399 Visualizações

Segundo o IBGE, nessas eleições teremos um aumento de 51% no número de jovens entre 16 e 17 anos aptos a votar. Um recorde, quando comparamos com as eleições de de 2018, o que mostra a importância do voto consciente.

Com isso, a Escola de Mudadores surgiu com o objetivo de informar melhor as pessoas sobre temas como autoconhecimento, direitos humanos, não violência, desigualdades, fake news e meio ambiente, para que os novos eleitores tenham consciência sobre a importância do voto responsável.

Urna eletrônica (Imagem: divulgação/TSE)
Publicidade

Desde 2012 esse público tem votado cada vez menos, sob a justificativa de que não se sentem representados e não enxergam na política uma via de mudança.

Diante disso, em fevereiro, a Think Twice Brasil realizou uma pesquisa para compreender como se dá a participação cívica desse público, e o levantamento apontou que mais de 80% dos jovens estão preocupados com os problemas socioambientais; 41% acreditam que votar nas próximas eleições é a forma mais eficaz de contribuir para resolver esses problemas; e 90% gostariam de saber mais sobre como agir para mudar o mundo.

Com esses insights em mãos, a empresa se uniu ao laboratório criativo Pepita para criar a Escola de Mudadores. O principal objetivo é oferecer conteúdo formativo, acompanhado de material de apoio para os jovens e também para educadores, além de promover oficinas e encontros online para o aprofundamento das temáticas disponibilizadas na plataforma.

“A ideia é que videoaulas de até cinco minutos possam ser reproduzidas em sala de aula, discutidas com profundidade e que as reflexões atravessem os muros das escolas e sejam levadas pelos alunos a qualquer espaço de forma não violenta”, afirma Gabriele Garcia, idealizadora do projeto.

A expectativa da plataforma é alcançar cinco milhões de pessoas, especialmente jovens que exercerão o direito ao voto pela primeira vez este ano.

Plataforma para o voto consciente

Fundador e CEO da Pepita, Julio Santi caracteriza a Escola de Mudadores como uma plataforma de ensino à distância. O formato foi pensado para ser de fácil navegação pelo celular e o conteúdo é organizado em uma trilha de aprendizagem centrada em quatro módulos.

As videoaulas são dinâmicas e acompanham material de apoio para aprofundar as reflexões. Cada eixo reúne cerca de cinco videoaulas. Na primeira semana de setembro foram ao ar as aulas especiais, sobre temas inovadores que combinam perspectivas diversas e complementares.

Para participar da Escola de Mudadores, basta inscrever-se gratuitamente no site. “Pensamos com muito cuidado nos educadores e como encorajá-los a levar esse conteúdo para a sala de aula. Ao final de cada videoaula eles encontrarão material de apoio exclusivo, com sugestões de atividades, além de dicas de livros, filmes e outras informações relevantes”, afirma Santi.

(OLHAR DIGITAL)

-- Publicidade --

Comentários no Facebook