Pesquisadores acabam de descobrir uma tumba repleta de múmias e artefatos no Egito

segunda-feira, 24 de abril de 2017 às 08:58
165 Visualizações

Foto: DivulgaçãoUma equipe de arqueólogos do Ministério das Antiguidades, do Egito, descobriu um complexo funerário com várias tumbas, múmias e mais de 1.000 artefatos.

Originalmente construída para um homem chamado Usehat, em Luxor, estima-se que ela tenha sido feita em um período chamado de Novo Reino do Egito (1550 -1070 a.C.), conforme informações da Live Science. Durante o período do Novo Reino, o Egito foi unificado, bem como controlava uma grande quantidade de territórios na região do Oriente Médio e o atual Sudão. Então, depois que esse período terminou, o complexo funerário que já havia sido construído foi reaberto para que mais múmias e corpos fossem colocados ali dentro.

Publicidade

O complexo é parte de um cemitério maior e mais antigo localizado em Luxor, nomeado como Dra’Abu el-Naga. Os pesquisadores encontraram dentro da estrutura um labirinto de túneis e câmaras contendo restos de múmias, como mostrado nas fotografias divulgadas pelo Ministério. Em alguns casos, as cores nos caixões foram bem preservadas, apesar da ação milenar do tempo.

Foto: Divulgação

Mais de 1.000 estatuetas esculpidas em faiança, terracota e madeira também foram desenterradas do complexo. De acordo com egiptólogos, era comum que os corpos fossem enterrados com essas pequenas estátuas, porque as pessoas acreditavam que elas poderiam trabalhar para o falecido na vida após a morte.

A equipe, liderada por Mostafa Waziri, chefe do Departamento de Luxor, afirmou que as escavações ainda estão em andamento, e espera-se que elas ainda tenham muito mais informações sobre o complexo.

(JORNAL CIÊNCIA)

-- Publicidade --

Comentários no Facebook