Em Xambioá, mãe e filho são indiciados por tráfico de drogas

quinta-feira, 16 de maio de 2019 às 10:37
Parte da droga apreendida nas diligências – Foto: Divulgação PC

XAMBIOÁ – A Polícia Civil do Tocantins, concluiu, na quarta-feira (15), o inquérito policial que apurava o envolvimento de quatro pessoas de uma mesma família com o tráfico de drogas e associação para o tráfico, em Xambioá. Os envolvidos seriam um homem de 26 anos, cujo a identidade não foi revelada, sua mãe, padrasto e companheira, além de um outro homem, que não fazia parte da família.

As investigações fazem parte da operação “Genere Male” (Gene mal), deflagrada ainda no mês de abril. O principal alvo da Polícia Civil era o homem de 26 anos, atualmente preso na Casa de Prisão Provisória de Araguaína, de onde supostamente chefiava a venda de drogas na residência de sua própria mãe, em Xambioá. As investigações revelaram ainda a existência de um “olheiro” no local para supervisionar a boca de fumo e informar sobre a presença de estranhos na vizinhança.

A companheira do principal suspeito, uma mulher de 19 anos de idade, também foi indiciada, após ter sido encontrado em seu poder 44 pedras de crack, 31 papelotes de cocaína e uma balança de precisão, durante cumprimento de mandado de busca e apreensão em sua residência. Razão pela qual foi presa em flagrante e encaminhada à Unidade Prisional Feminina de Babaçulândia/TO.

No decorrer dos trabalhos policiais, também foram indiciados a mãe, de 44 anos, e o padrasto do traficante, de 31 anos, que cediam conscientemente a residência localizada no Bairro Alto Bonito, em Xambioá, para o comércio de drogas.

-- Publicidade --

Comentários no Facebook