Operação da Polícia Civil investiga vazamento de informações judiciais e advogado é preso

terça-feira, 29 de janeiro de 2019 às 10:49
Foto: Wilton Dias/TV Anhanguera

PALMAS – Um advogado foi preso e 15 mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos pela Polícia Civil em uma operação contra suspeitos de vazar informações de decisões e ordens judiciais. A suspeita da polícia é de que foi montada uma rede de espionagem e alvos de operações podem ter sido avisados sobre o cumprimento de mandados. Uma funcionária do Fórum de Palmas é suspeita de participação no esquema.

O advogado Leandro Freire foi detido no início da manhã. Sete mandados estão sendo cumpridos na casa de advogados e outros quatro em escritórios de advocacia. A operação está sendo realizada pela Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Cibernéticos de Palmas.

A polícia também investiga o envolvimento de uma servidora do Fórum de Palmas. A mulher é suspeita de disponibilizar uma senha do sistema utilizado pela justiça do Tocantins, o e-Proc, para que as informações fossem vazadas.

A Ordem dos Advogados no Tocantins informou que “logo que informada pelas autoridades policiais, acionou a Procuradoria de Prerrogativas para salvaguardar as prerrogativas funcionais da advocacia. Em relação à investigação, a OAB/TO vai oficiar as autoridades policiais competentes para ter acesso às informações acerca do caso para eventuais providências pertinentes”.

A defesa do advogado Leandro Freire ainda não se pronunciou sobre o caso. (G1 Tocantins)

-- Publicidade --

Comentários no Facebook