PC cumpre mandados de busca e apreensão em chácara do deputado estadual Valdemar Júnior

segunda-feira, 7 de janeiro de 2019 às 08:54
Foto: TV Anhanguera

PALMAS – A Polícia Civil cumpre, na manhã desta segunda-feira (7), dois mandados de busca e apreensão em Palmas. As ações são realizadas na chácara do deputado estadual Valdemar Júnior (MDB), localizada na região sul de Palmas, e em uma casa na quadra 303 Sul. O objetivo dos policiais é recolher celulares e documentos.

Os mandados são a quinta fase da Operação Catarse, que investiga a existência de funcionários fantasmas e crimes de danos ao erário. O deputado já foi alvo de outra fase da investigação, quando três funcionários do gabinete dele foram presos no dia 19 de dezembro.

A primeira fase da operação foi realizada no dia 6 de dezembro mês e cumpriu mandados de busca e apreensão em um hotel de luxo em Araguaína, norte do Tocantins. O objetivo era investigar se a dona do local, Kátia Borba Neves, é funcionária fantasma do governo do Estado. A polícia apura prejuízo de R$ 250 mil aos cofres públicos.

No dia 7, mandados de busca e apreensão foram cumpridos na Secretaria-Geral de Governo, onde a Polícia Civil investiga a existência de cerca de 300 funcionários fantasmas. O órgão fica dentro do Palácio Araguaia e serviria para cuidar da parte administrativa do gabinete do governador, da Praça dos Girassóis e de escritórios de representação do governo.

No dia 13 de dezembro, a Polícia Civil informou que estava investigando um homem suspeito de ser funcionário fantasma no gabinete do deputado estadual José Bonifácio (PR). A suspeita é que ele tenha recebido mais de R$ 300 mil sem trabalhar. Três funcionários da Assembleia Legislativa foram presos preventivamente no gabinete do deputado Valdemar Junior (MDB), no dia 19 de dezembro.

A assessoria do deputado Valdemar Júnior (MDB) ainda não se pronunciou sobre a ação policial nesta segunda-feira (7).  (Com informações do G1 Tocantins)

-- Publicidade --
-- Publicidade --

Comentários no Facebook