Apos denúncias de tratamento privilegiado, Estevão é transferido para o Barra da Grota

quinta-feira, 27 de abril de 2017 às 22:07

Nesta quarta-feira, 26, o estudante, Estevão Emílio Castro Almeida, acusado de envolvimento no assassinato do dentista, Klébio Pereira Guedes, foi transferido para o presídio Barra da Grota, em Araguaína. A determinação foi da Justiça, que recebeu denúncias que o encarcerado, estaria tendo tratamento privilegiado na Cadeia de Araguatins.

A decisão judicial foi proferida na segunda-feira, 24.

Estevão que havia conseguido liberdade provisória em 7 de janeiro deste ano, acabou sendo obrigado a retornar para a prisão em 7 de abril, devido incessante trabalho do Ministério Público que conseguiu reverter a soltura. Estevão ao saber da decisão se apresentou espontaneamente e desta vez foi conduzido para a Cadeia de Augustinópolis, onde permaneceu até esta quarta.

Os outros dois acusados Manoel Fabrício Teles Pereira e Antônio Mendes Nonato, continuam presos da Cadeia Pública de Augustinópolis.

 

Entenda o caso

Klébio Pereira Guedes era dentista em Augustinópolis e foi sequestradores pelos acusados que o teriam transportado no seu próprio carro até a cidade de Araguatins, onde a execução foi feita mediante três disparos de arma de fogo, seguidos da ocultação do cadáver em um matagal. Estevão, Fabrício e Antônio Mendes fugiram levando o veículo e o celular da vítima e, no dia seguinte, comercializaram os seus pertences na cidade de Parauapebas, no Pará.

Entenda mais sobre o caso Klébio:

Polícia prende executor do dentista Klébio Guedes

https://www.vozdobico.com.br/plantao-190/corpo-do-dentista-e-encontrado-as-margens-da-br-230/

-- Publicidade --

Comentários no Facebook