Senar lança projeto de qualificação para famílias do Quilombo Grotão, em Filadélfia

quarta-feira, 17 de abril de 2019 às 12:18
O projeto vai capacitar todas as famílias residentes no quilombo para a produção cooperada. Foto: Divulgação

FILADÉLFIA – O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/TO), o Ministério Público do Trabalho (MPT) de Araguaína e a Organização Internacional do Trabalho (OIT) lançaram o Projeto Ubuntu na Comunidade Quilombola Grotão, localizada no município de Filadélfia. Participaram do evento a presidente licenciada senadora Kátia Abreu, várias autoridades da região e a comunidade.

Voltado para a qualificação teórica e prática da população da comunidade quilombola do Grotão, o Senar implantou e está executando o projeto que vai capacitar todas as famílias residentes no quilombo para a produção cooperada de horticultura, avicultura, piscicultura e produção de mandioca, além de auxiliar a inserção dos produtos no mercado, como forma de geração de renda e inclusão social das famílias.

O presidente do sistema Faet/Senar, Paulo Carneiro, falou da importância dessa parceria. O Senar foi contratado para implantar as cadeias produtivas para as famílias da comunidade. “Para nós é uma alegria muito grande poder contribuir com a mudança de vidas dessas pessoas. O intuito do projeto é o resgate e manutenção das tradições culturais, promover o aumento da renda do quilombo, com a utilização de tecnologias inovadoras, através de cursos, palestras, e capacitações realizadas através dos nossos programas”, disse o presidente.

A presidente licenciada, senadora Kátia Abreu, em seu pronunciamento, parabenizou o trabalho desenvolvido pelo Senar/TO, que incentiva cada um desses agricultores fornecendo tecnologia para que a produção aumente garantindo renda à esses trabalhadores. “O projeto Ubuntu começa de uma forma muito positiva, pois garante a presença de técnicos junto a essas famílias trabalhadoras, e assim, garante a sustentabilidade do seu trabalho e da sua renda”, avaliou a senadora. (Redação Voz do Bico, com informações da Assessoria)

-- Publicidade --

Comentários no Facebook