Terceiro maior produtor de arroz do Brasil, Estado do Tocantins bate recorde na importação do cereal neste ano de 2020

sábado, 21 de novembro de 2020 às 17:30
Empresas tocantinenses compram quase 8,4 mil toneladas do produto do exterior, tudo do Uruguai; importação é positiva por Estado, pois indica aumento das atividades de beneficiamento, explica engenheiro agrônomo Thadeu Teixeira Júnior. – Foto; Divulgação

Mesmo com uma produção de arroz estimada em 665 mil toneladas pela Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) e avaliada em quase R$ 1,14 bilhão, o Tocantins importou 8.390 toneladas do produto de janeiro a outubro deste ano.

É o maior registro de importação de arroz do Tocantins para o período nos últimos 20 anos e representa um aumento de 85% em relação a 2019. Com a terceira maior produção de arroz do país, o Tocantins tem 12 vezes mais cereal do que o necessário para alimentar a toda a população durante um ano.

Publicidade

Essas quase 8,4 mil toneladas de arroz comprado do exterior pelas empresas do Tocantins vieram integralmente do Uruguai. O investimento em dinheiro foi de US$ 3,63 milhões (R$ 19,57 milhões).

IMPORTAÇÃO É POSITIVA

A importação de arroz pelo Tocantins não é uma notícia negativa. Pelo contrário. Segundo engenheiro agrônomo e professor universitário, Thadeu Teixeira Júnior, a alta demanda pelo produto no Brasil que vem provocando essa importação. Ele ressalta que o Tocantins tem uma cadeia produtiva, produtores e sindicato dos beneficiadores todos os organizados.

“Contudo, a demanda do produto esse ano está elevada. Isso podemos ver nas prateleiras do supermercado, com o valor cobrado pelo arroz. Para a indústria também está alta, mas a importação é feita para atender a demanda”, ressaltou. Thadeu Teixeira salientou que a agroindústria do Tocantins abastece vários estados do Brasil e o país está com um estoque muito baixo.

(NORTE AGROPECUÁRIO)

-- Publicidade --