Acadêmico do Câmpus da Unitins de Augustinópolis passa em exame da OAB antes de chegar na metade do curso

quinta-feira, 22 de junho de 2017 às 07:42
1.787 Visualizações
Estudante teve desempenho considerado “excepcional” pelo coordenador do curso

O estudante de Direito da Universidade Estadual do Tocantins (Unitins), do 5º período, Francicleiton da Silva Costa foi aprovado no XXII Exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), cujo resultado preliminar foi divulgado nesta terça-feira, 20. O acadêmico que estuda no Câmpus de Augustinópolis prestou provas na cidade de Imperatriz (MA) e surpreendeu. “O que ele fez foi excepcional, antes mesmo do meio do curso conseguiu passar em um exame que avalia conhecimento de cinco anos”, destaca o professor Irineu Vagner Junior Valoeis, coordenador do curso.

Além de Francileiton, pelo menos mais quatro alunos do Câmpus de Augustinópolis passaram no XXII Exame: Odean da Silva Lima Queiroz, Adeanis Lina Marcedo, Wilvilândia Dalvino de Alencar Moura e Márcio da Silva Galvão.

Publicidade

De Palmas somam mais nove aprovados: Adriana de Carvalho Cavalcante, Camilla Araújo Matos, Ingrid Napoleão Brito, Jessielane Jader Coelho da Silva, Ingrid Napoleão Brito, Rafaella Lorrayne e Natália Carneiro Leão, do 9º período e Karoline Luanda Brito Lobo, Naraella Correia Nicacio Pardinlho e Uilton Batista Franca, egressos de Direito da Unitins.

Bacharéis em Direito graduados no Câmpus de Dianópolis também tiveram um bom desempenho neste Exame. Dos seis que fizeram a prova pelo menos cinco foram aprovados, são eles: Jurimar José Trindade Júnior, Emilson Souza e Silva, Evandro Luiz Bianchini, Igor Moreira Afonso Pereira e Magno Gledson Romão Moura, que concluíram o curso no ano passado.

“Temos muito orgulho em apresentar os novos advogados do Sudeste tocantinense. Resultado de árduo trabalho, abdicação, estudo e comprometimento dos nossos alunos”, destaca a professora Beatriz Cilene Mafra Neves, coordenadora do curso em Dianópolis. Ela ainda aproveitou o momento para parabenizar os ex-acadêmicos e também e o corpo docente do curso de Direito que, segundo ela, mais uma vez provou competência e excelência no trabalho que vem desenvolvendo.

O professor Irineu Valoeis explica que o acadêmico Francicleiton da Silva Costa não vai poder aproveitar a sua aprovação precoce no Exame da Ordem, pois a OAB só concede carteira para quem estiver matriculado nos dois últimos períodos do curso. Quem for aprovado no exame sem preencher estes requisitos não tem direito de se inscrever na OAB. Mas, para o professor, o feito do estudante comprova a qualidade do ensino oferecido pela Unitins, o que segundo ele é muito importante para continuar melhorando e ampliando as conquistas.

 

-- Publicidade --

Comentários no Facebook