Aglomerações de equídeos são restringidas em oito cidades do Bico para evitar mormo

quarta-feira, 2 de dezembro de 2020 às 10:27
Tropeadas estão restritas. Foto: Reprodução/TV Anhanguera.

BICO – A Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) editou a Portaria nº 270, que suspende qualquer aglomeração de equídeos (asininos, equinos e muares), no município de Araguatins para evitar casos de após o surgimento de focos da doença. Também estão restritas as cavalgadas e tropeadas em Ananás, São Bento do Tocantins, Axixá, Augustinópolis, Buriti do Tocantins, São Sebastião do Tocantins e Esperantina, sendo permitidos somente aqueles eventos autorizados pela agência.

Essa é a mais nova atualização da norma, já que a medida que o saneamento das propriedades rurais são cumpridos, os municípios saem do rol restritivo e outros que apresentarem focos entram.

Publicidade

“Priorizamos a prevenção, pois se trata de uma enfermidade que pode também ser transmitida ao homem. Assim que as medidas sanitárias forem todas cumpridas e o trabalho de investigação concluído, as áreas serão liberadas”, explicou o gerente de sanidade animal, Sérgio Liocádio.

A doença

Não existe vacina ou tratamento para o mormo. O produtor rural deve ficar atento, realizar os exames regularmente nos seus animais, já que a validade é de 60 dias, exigi-los ao comprar um animal e evitar que ele tenha contato direto com outros. Caso o dono do equídeo suspeite que ele esteja infectado, deve isolá-lo e comunicar imediatamente à Adapec. Durante o manuseio, o proprietário deve ter cuidado redobrado, utilizando luvas e máscaras, e evitar ao máximo que o animal tenha contato com outros animais e com humanos.

Dúvidas podem ser sanadas e denúncias podem ser feitas através do telefone 0800 63 11 22, de segunda-feira a sexta-feira, das 8 às 14 horas. Outra plataforma disponível está no site da agência, onde o usuário poderá registrar suspeita da enfermidade.

(Secom)

-- Publicidade --