Governo do Tocantins intensifica entrega de aparelhos auditivos

terça-feira, 14 de maio de 2024 às 09:59
912 Visualizações

TOCANTINS – Para algumas famílias tocantinenses, usuárias do Sistema Único de Saúde (SUS), o dia 13 de maio será lembrado como uma data especial, em que além da conquista de um aparelho, agora receberam mais qualidade de vida. Esse é o caso da Juliany Maria dos Anjos, mãe da Rayane Vitória Rodrigues dos Anjos, que relatou a alegria em ver a filha vivenciar a oportunidade de viver o novo.

“É uma emoção muito grande, porque a gente espera por esses aparelhos há um tempo e isso vai melhorar e muito a vida dela, porque como ela não escuta muito bem, com o aparelho vai ser muito melhor para se comunicar comigo, com o pai dela, com os coleguinhas na sala de aula. É uma emoção que é grande demais, só Deus sabe como estava esperando esse dia”, disse.

Publicidade

Felicidade que também foi vivenciada pelo mecânico Reilly Barbosa Miranda. “Isso vai melhorar e muito a minha vida, porque a gente tem um problema para escutar e arrumar um emprego. E como eu faço um curso, esses aparelhos vão melhorar e eu me sinto muito feliz por isso. É uma nova etapa e vai melhorar muito”, relatou.

Desde 2022, o Governo do Tocantins já comprou 801 aparelhos, investindo cerca de R$ 683.900,00 na aquisição dos aparelhos que estão atendendo a demanda reprimida de todo o Estado. “Realizar a entrega desses aparelhos às famílias tocantinenses, demonstra o compromisso que o governador Wanderlei Barbosa tem em proporcionar mais qualidade de vida a todos os tocantinenses. Desde 2022, já foi criada uma superintendência, na Secretaria, com a entrega de cadeiras de rodas; outros meios auxiliares de locomoção e bolsas de colostomia; criação da carteira de identificação da pessoa com espectro autista; dentre outras ações”, comentou o secretário de Estado da Saúde (SES-TO), Carlos Felinto.

“Os aparelhos auditivos são mais do que apenas dispositivos médicos – são ferramentas de transformação que capacitam os pacientes a recuperar sua independência e qualidade de vida. A SES-TO tem se empenhado em resolver as problemáticas que envolvem a Deficiência Auditiva, ampliando serviços e organizando processos de serviços”, disse a superintendente da Rede de Cuidados à Pessoa com Deficiência (SRCPCD), Thaís Farias.

“Trabalho desde 2010 nessa área e sempre é gratificante quando a gente entrega ao aparelho ao paciente, que ficam satisfeitos em poder viver uma nova vida, pois muitos entram em depressão por conta da falta de escuta e conversa, mas agora terão um novo convívio, uma gratidão em viver melhor”, disse a fonoaudióloga do Centro Estadual de Reabilitação (CER), Juliana Barbosa Chaves Malienpensa.

Fluxo de atendimento da reabilitação auditiva

O atendimento ao paciente se inicia por meio da Unidade Básica de Saúde (UBS) de cada município, onde, após a suspeita do médico acerca da diminuição ou perda auditiva, o mesmo preenche um laudo médico indicando a necessidade da reabilitação. Com isso, a UBS providencia a inclusão do usuário no Sistema de Regulação (SISREG), para uma avaliação com médico especialista no Serviço ou Centro Especializado em Reabilitação (SCERs), de referência, para o município de origem.

Após a avaliação com o especialista, o paciente será atendido por uma equipe multiprofissional e conforme a necessidade será solicitada o procedimento ou o contra referenciado, designado para pacientes em níveis mais primários que podem seguir com atendimento na sua própria UBS.

Os pacientes que mantêm a reabilitação auditiva no CER possuem atendimento contínuo sem a prescrição de alta, somente com intervalos maiores de atendimentos de acordo com a necessidade.

(SECOM-TO)

-- Publicidade --

Comentários no Facebook