Unitins Campus Augustinópolis e Araguatins passam a contar com Núcleo de Apoio Psicossocial e Educacional

quarta-feira, 12 de junho de 2019 às 09:33
Encontro marcou primeira etapa do projeto de implantação – Foto: Divulgação Unitins

BICO DO PAPAGAIO – Encerrou na terça-feira (11) o I Encontro de Formação dos Núcleos de Apoio Psicossocial e Educacional (Nape) da Universidade Estadual do Tocantins (Unitins). O encontro aconteceu no Câmpus Palmas, nos dias 10 e 11 e contou com representantes da equipe multidisciplinar que atua no Nape de todos os câmpus, de Araguatins, Augustinópolis, Dianópolis e Palmas, além da presença do reitor Augusto Rezende e da vice-reitora Darlene Castro nas discussões.

O Núcleo de Apoio Psicossocial e Educacional constitui-se de equipe multidisciplinar que oferece serviço de acolhimento e desenvolvimento de apoio psicológico, social e educacional, contribuindo para o fortalecimento dos processos de ensino aprendizagem e permanência do graduando no ciclo acadêmico. O órgão que existia apenas em Palmas passa por um processo de reformulação e de fortalecimento com inserção em todos câmpus. O Nape integra a estrutura da Pró-Reitoria de Graduação.

O reitor Augusto Rezende participou do encerramento do encontro com o objetivo de ouvir as considerações dos participantes e no final deixou a sua mensagem de que o Nape vem para somar e que o caminho desejado é a construção do entendimento por meio do diálogo. “O Nape é importante por ser multidisciplinar, envolve psicólogos, pedagogos e assistentes sociais que buscam apoiar as coordenações, os colegiados em sua missão”, destacou o reitor lembrando ainda que o Nape existia somente em Palmas e que agora está sendo estruturado em todos os câmpus. “A gente entende que este é o caminho de fortalecimento da instituição, da qualidade de ensino e, principalmente, para a permanência do aluno na nossa universidade”, concluiu.

Encontro reuniu representantes de todos os campi – Foto: Divulgação Unitins

O psicólogo Ulisses Franklin Carvalho, coordenador do Nape no Câmpus Palmas, explica que esse encontro vinha sendo planejado desde o início do semestre, mas que só agora foi possível juntar todos os profissionais. “Foi um encontro altamente produtivo, eu penso que a tecnologia ainda não conseguiu substituir o calor humano, a presença cara a cara, embora a gente já viesse conversando por meio de mensagens. A vinda desses trabalhadores para esse encontro aqui em Palmas, no meu ponto de vista, é um marco”, defende o profissional que acredita que a partir das conversas que foram estabelecidas entre todos ficou bem mais fácil realizar um trabalho com um alinhamento institucional.

“Está sendo um enorme desafio, mas estamos avançando na estruturação do Nape de Augustinópolis e saímos daqui bastante esperançosas. Foi possível um entrosamento com outras equipes e estamos levando aprendizado que vamos poder repassar para os colaboradores do nosso câmpus”, ressalta a assistente social Joceane Silva Parente, coordenadora do Nape, Câmpus Augustinópolis.

Quem também elogia a iniciativa do encontro é a coordenadora do Nape de Dianópolis, Ivana Marina Dantas, que avalia que o evento permitiu alinhar princípios de atuação e estabelecer estratégias para um maior envolvimento de toda a comunidade acadêmica. “Estamos dispostos a desenvolver uma trabalho que venha contribuir com o crescimento da Unitins fazendo com que os nossos discentes e docentes entendam qual a importância do Nape dento da instituição, pois estamos vindo para somar”, defende.

“Estamos nos estruturando. Como equipe o nosso quadro está completo. Estamos trabalhando de forma integrada para cumprir de forma efetiva a nossa missão de apoio psicossocial aos nossos discentes, docentes e técnicos”, garante a psicóloga Maria Adenir, coordenadora do Nape do Câmpus Araguatins, bastante animada com os resultados do encontro.

-- Publicidade --

Comentários no Facebook