Brasil mantém tendência de queda na ocupação das UTIs reservadas para covid

quinta-feira, 23 de setembro de 2021 às 11:13
Foto: FERNANDO BIZERRA/EFE

O Boletim Observatório Covid-19 da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), publicado nesta quarta-feira (22), indica que o Brasil manteve a tendência de queda das taxas de ocupação dos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) reservados para pacientes adultos com covid-19 no SUS, de acordo com os dados analisados até o último dia 20.

Segundo a publicação, nenhum estado está na zona crítica, com taxas superiores a 80%, o que pode indicar um caminho de estabilização no país. Apenas o Espírito Santo e Distrito Federal registraram um aumento dos indicadores, com 65% e 66% respectivamente.

Publicidade

“Conforme temos repetido, apesar da melhoria dos indicadores, ainda é necessário tanto cautela, mantendo-se o uso de máscaras e algumas medidas de distanciamento físico, como acelerar e ampliar a vacinação entre adultos que não se vacinaram ou não completaram o esquema vacinal, entre idosos que requerem a terceira dose e entre adolescentes. Neste contexto, o passaporte vacinal é uma política de proteção coletiva e estímulo à vacinação”, afirmaram os pesquisadores responsáveis pelo boletim.

(R7 NOTICIAS)

-- Publicidade --