Jeito de Mulher entrega certificados de conclusão de curso em Araguatins

terça-feira, 30 de maio de 2017 às 15:08
167 Visualizações
A Diretora do Trabalho, Gláucia Branchina, em fala de abertura do evento;

“As mulheres que se capacitam e que assumem o compromisso de buscar seu espaço para trabalhar deixam suas assinaturas nas mudanças e nas quebras de paradigmas que se sucedem e que transformam a cada dia a sociedade”, dessa forma a Diretora do Trabalho, Gláucia Branchina, representando a Secretária do Trabalho e da Assistência Social, Patrícia do Amaral, deu início ao evento de entrega de certificados de conclusão de cursos do Projeto Jeito de Mulher, em Araguatins.

O evento, que contou com a presença de autoridades locais, aconteceu nesta terça-feira, 30, na Câmara dos vereadores e certificou 50 mulheres que se capacitaram nos cursos de Pedreiro, Produção de Derivados do Leite e Eletricista de Instalações Comerciais e Residenciais.

Publicidade

O prefeito de Araguatins, Cláudio Santana, falou da importância do projeto para a região do extremo Norte tocantinense. “Inserir as mulheres neste campo de trabalho que ainda é de predomínio masculino é necessário para a mudança desse pensamento machista. Esses cursos mostram na prática que a mulher pode realizar essas e outras tarefas com maestria e elas, ao participarem e se comprometerem com resultados tão positivos, fortalecem a necessidade dessa reflexão”, falou.

Valdinéia Pereira do Nascimento, aluna do curso de Pedreiro, afirmou ter recebido muitas críticas quando decidiu fazê-lo, mas que agora todos a aplaudem. “No serviço, todos me criticavam. Até meu pai me criticou. Mas eu insisti, segui em frente e até fui agraciada porque eu cedi meu terreno para as aulas práticas e foi lá que nós exercitamos. Construímos uma sala e uma cozinha. Agora me orgulho em dizer que fui eu quem construiu juntamente com minhas colegas de curso”, disse a formanda.

Jeito de Mulher

O Projeto Jeito de Mulher, promovido pelo Governo do Tocantins por meio da Secretaria do Trabalho e Assistência Social (Setas), busca proporcionar a quebra de paradigmas e comprovar a capacidade e destreza feminina em desenvolver trabalhos em áreas ainda dominadas por homens.

Em pouco mais de um ano, já foram capacitadas 360 mulheres das cidades de Araguaína, Araguatins, Dianópolis, Guaraí, Gurupi, Palmas, Paraíso do Tocantins e Porto Nacional, em cursos como de Eletricista de Instalações Comerciais e Residenciais, Instalador de Alarme Residencial, Mecânica de Manutenção de Motocicletas, Pedreiro, e Produção de Derivados do Leite.

-- Publicidade --

Comentários no Facebook