Arqueólogos encontram várias tumbas secretas no Egito

terça-feira, 27 de fevereiro de 2018 às 08:37
10 Visualizações
Descoberta pode revelar detalhes da relação de egípcios com seus deuses. – Foto: Flickr/Carolyn Riccardelli

Há mais de 2 mil anos, durante a dinastia ptolemaica no Egito, diversos seguidores dos deuses egípcios foram enterrados em um grande cemitério. O local foi encontrado por arqueólogos recentemente e, segundo o Ministério de Antiguidades do país, possui pelo menos oito tumbas, cada uma com vários sarcófagos.

A escavação começou no fim de 2017 e a necrópole fica na província de Minia, ao sul do Cairo. “Nós vamos precisar de pelo menos cinco ano para trabalhar na necrópole”, afirmou o ministro de Antiguidades Kaled el-Enany em anúncio. “Esse é apenas o começo da descoberta.”

Publicidade

Apesar da afirmação do ministro, os arqueólogos já fizeram algumas observações importantes a partir do local. Uma delas foi a identificação de uma tumba que pertenceu a um sacerdote dedicado a Tot, deus egípcio da sabedoria, escrita, ciência, mágica e julgamento dos mortos. A entidade é representada com a cabeça de íbis e corpo de homem.

Segundo as inscrições encontradas na tumba, o sacerdote se chamava Djehuty-Irdy-Es e era considerado um dos “cinco melhores”, ou seja, uma das principais autoridades na religião dedicada a Tot. Dentro da tumba, os arqueólogos também encontraram potes feitos de um tipo de rocha chamada alabastro, com tampas no formato dos filhos do deus egípcio Hórus. Os objetos armazenavam alguns dos órgãos da múmia.

O corpo da múmia tinha ainda um colarinho de bronze com o formato da deusa Nut, considerada a mãe dos deuses egípcios. Durante a escavação, a equipe também encontrou mais de mil estátuas ushabti, objetos dedicados a trabalhadores falecidos durante aquele período do Egito.

De acordo com os arqueólogos, há pelo menos outros 13 espaços dentro da tumba. Uma outra possui pelo menos 40 sarcófagos. Os pesquisadores prentendem continuar estudando as descobertas. “Em breve acrescentaremos uma nova atração arqueológica ao Egito”, afirmou o ministro. 

Veja aqui um vídeo das descobertas. 

(REVISTA GALILEU)

-- Publicidade --