Donald Trump desembarca em Riad na sua primeira excursão internacional

sábado, 20 de maio de 2017 às 10:01
152 Visualizações
O rei da Arábia Saudita, Salman bin Abdulaziz Al Saud, conversa com o presidente dos EUA, Donald Trump, na corte real em Riyadh, na Arábia Saudita
O rei da Arábia Saudita, Salman bin Abdulaziz Al Saud, conversa com o presidente dos EUA, Donald Trump, na corte real em Riyadh, na Arábia Saudita

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, aterrissou neste sábado em Riad, capital da Arábia Saudita, para dar início a sua primeira excursão internacional desde que assumiu o cargo, onde visitará Israel, Vaticano, Bruxelas (Bélgica) e Sicília (Itália).

O avião aterrissou no Aeroporto Internacional Rei Khalid às 9h50 (hora local), após ter deixado os EUA às 14h30 (hora local) de ontem e Donald Trump foi recebido pelo rei Salman bin Abdulaziz.

Publicidade

O rei saudita organizou uma pequena recepção no aeroporto para o presidente americano, que estava acompanhado da primeira-dama, Melania Trump.

O nova-iorquino se reunirá novamente com o rei saudita e outros responsáveis políticos do país, com quem está previsto que fechamento importante acordos econômicos.

Coincidindo com o seu primeiro dia de visita, foi organizado em Riad um fórum empresarial americano-saudita para reforçar os investimentos e o comércio bilateral.

Amanhã, o chefe da Casa Branca participará de um encontro com os países do Conselho de Cooperação do Golfo (CCG) – Arábia Saudita, Kuwait, Emirados Árabes Unidos, Bahrein, Catar e Omã – bem como uma cúpula com líderes e representantes de 50 de países árabes e islâmicos.

Paralelamente a estes encontros, será realizado um fórum para a luta contra o terrorismo e o extremismo patrocinado pela coalizão militar islâmica antiterrorista, criada em 2015, com a iniciativa da Arábia Saudita, e que as autoridades de Riad querem impulsionar coincidindo com a visita do governante americano.

Após deixar a Arábia, Trump seguirá para Israel, Palestina e Vaticano e, posteriormente, para Bruxelas e Sicília, onde participará das cúpulas da OTAN e do G7, respectivamente.

(UOL)

-- Publicidade --

Comentários no Facebook