Empresário foragido do Pará é preso em Goiás

segunda-feira, 14 de maio de 2018 às 17:10

Marcelo Malheiros administrava licitações na secretaria de educação de Vitória do Xingu, sudeste do Pará, que podem ter sido fraudadas. Ele estava foragido desde março quando teve prisão decretada.

Homem acusado de desviar mais de R$ 5 milhões da prefeitura de Vitória do Xingu é preso. – Foto: Divulgação

Um empresário que foi pregoeiro da prefeitura de Vitória do Xingu, sudeste do Pará, foi preso pela Polícia Civil em Aparecida de Goiânia, em Goiás. Marcelo dos Santos Malheiros estava foragido desde março quando teve prisão decretada pela operação Lessons realizada no Pará para investigar esquema que desviou R$5,6 milhões do município.

Segundo o Ministério Público do Pará (MPPA), o valor foi transferido para contas bancárias particulares em pagamentos de contratos não comprovados. Marcelo é um dos apontados de envolvimento, mas nega as acusações.

A operação já prendeu secretário de Administração de Vitória do Xingu, Joel Shiquero Yamanaca; os empresário Alberto Pereira de Souza Junior e Washington Luiz Dias Lima; radialista Raimundo Nonato da Silva Pereira e a advogada Angélica Laucilena Mota Lima. O atual vice-prefeito e ex-secretário de educação, Murilo Souza, continua foragido. O empresário Washington Luiz Dias Lima, conseguiu na Justiça o habeas corpus e responde em liberdade. Os demais permanecem presos.

A prisão de Marcelo ocorreu no domingo (13) depois de uma denúncia anônima. De acordo com as investigações, Marcelo administrava as licitações públicas da Secretaria de Educação do Município.

À polícia, o acusado disse que mudou para Goiás em novembro de 2017, quando começou operação do MPPA e da Promotoria de Justiça de Almira.

Marcelo deve continuar preso em Aparecida até que a Justiça viabilize a transferência ao Pará. A Justiça também ainda não definiu se ele deve ficar preso em Belém ou Altamira.

(G1/PARÁ)

-- Publicidade --
-- Publicidade --

Comentários no Facebook