Ricardo Ayres quer que 80% das vagas na Unitins sejam para tocantinenses de escola pública

terça-feira, 14 de setembro de 2021 às 17:54
Unitins – Augustinópolis. Foto: Nonato Silva.

TOCANTINS – Nesta terça-feira, 14, o deputado estadual Ricardo Ayres (PSB) apresentou um projeto de lei para que 80% das vagas nos vestibulares da Universidade Estadual do Tocantins (Unitins) sejam destinadas aos estudantes tocantinenses oriundos de escolas públicas. A medida se faz pela alteração da Lei Estadual nº 3.458/2019, que dispõe sobre o ingresso nas instituições estaduais de educação superior e instituições estaduais de ensino técnico de nível médio do Tocantins.

De acordo com a atual lei em vigência, são destinadas 50% das vagas aos estudantes de escolas públicas, medida de iniciativa do deputado e implementada na lei de criação da Unitins. Segundo a nova proposta de Ayres, esse percentual seria ampliado contemplando os estudantes que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas sediadas no Tocantins.

Publicidade

“É uma garantia que os nossos recursos custeiem o ensino superior dos tocantinenses, profissionais que aqui ficarão e contribuirão ainda mais com o desenvolvimento do nosso estado”, destacou o deputado.

Ayres justificou a apresentação da matéria explicando que, por mais que venham sendo feitos investimentos e esforços do governo na educação pública estadual, infelizmente, ainda há limites de acesso ao ensino superior pelos estudantes de escolas públicas, fato que corrobora com a marginalização de parte da juventude, acarretando ao aluno egresso da rede pública a interrupção dos seus estudos ao término do segundo grau ou o despendimento de altos recursos para pagar uma faculdade particular.

“A alteração dessa lei pretende garantir mais chances para os alunos tocantinenses de escola pública, tornando menos impactante a divergência de oportunidades, extremamente distintas, entre os estudantes de classes sociais diferentes” ressaltou Ayres.

O projeto aguarda leitura no plenário da Assembleia Legislativa para então ser encaminhado para análise nas comissões.

(Ascom)

-- Publicidade --