Wanderlei Barbosa assume interinamente o governo do estado por 180 dias

quinta-feira, 21 de outubro de 2021 às 15:41
Foto: Washington Luiz/Secom-TO

PALMAS – O governador em exercício, Wanderlei Barbosa, assumiu interinamente por 180 dias o governo do Tocantins, e na manhã desta quinta-feira, 21, realizou a 1ª coletiva com a impressa e também reunião com secretários e presidentes de autarquias para alinhamento das ações do governo do estado.

Wanderlei tem 57 anos e é natural de Porto Nacional, na região central do estado. Ele começou a carreira política em 1989, quando se elegeu vereador pelo município. Em 1996 migrou para a capital e se elegeu vereador por Palmas, cargo que ocupou por vários mandatos sucessivos até 2010, chegando a presidir a câmara municipal ao longo de quatro anos.

Publicidade

Em 2010 se elegeu para o primeiro de dois mandatos como deputado estadual. Ele permaneceu nesta função até 2018, quando se afastou para disputar a eleição suplementar ao lado de Carlesse como vice-governador na chapa que acabou vencedora. A disputa foi convocada por causa da cassação de Marcelo Miranda e Claudia Lelis dos cargos de governador e vice.

Wanderlei é casado com Blandina Vieira Leite Castro e pai de Ygor Leonardo Castro Leite, Rérison Antonio Castro Leite e Rosa Maria Castro Leite. Ele também é filho de Fenelon Barbosa, o primeiro prefeito de Palmas, quando a cidade foi fundada em 1989.

Um dos filhos do governador interino, Rérison Antonio, foi nomeado presidente da Agência de Metrologia do Tocantins em 2019 e segue ocupando o cargo.

Ao longo dos últimos anos, Wanderlei Barbosa trabalhou em sintonia com o governador Mauro Carlesse e evitou se envolver em polêmicas. Ele foi escolhido para encabeçar ações como o combate à queimadas no último período de estiagem, representou o governo em entregas de obras e também em reuniões a que o governador não pode comparecer. Como Carlesse não poderia disputar a reeleição, Wanderlei tenta se viabilizar como pré-candidato à sucessão dele no comando do Poder Executivo.

(FONTE: FOLHA CAPITAL)

-- Publicidade --