Desabafos, choros e discursos emocionados marcam sessão legislativa na volta dos vereadores

terça-feira, 13 de agosto de 2019 às 11:47

Dos dez que estavam afastado o único que não retornou, e continua afastado por mais três meses por decisão da justiça é o vereador Neguin da Civil. – Fotos: Paulo Palmares/ VB

AUGUSTINÓPOLIS – Com as galerias da Câmara Municipal lotadas, nove dos dez vereadores afastados em janeiro deste ano, durante a Operação Perfídia, retomaram nesta segunda-feira, 12, seus assentos no plenário da Casa de Leis Municipal com discurso firmes e emocionados, desabafos com vozes embargadas, e choros, muito choro. Dona Luizinha agradeceu em especial as campanhas de orações, e, emocionada disse que serviu de chacota e que foi chamada de Ladra. “Jamais quero que o acusador passe por isso”.

“A vontade de continuar trabalhando por esta comunidade, mais e mais, é grande e o tempo tudo a respeito do que aconteceu nos últimos seis meses, disse o vereador Antônio Feitosa e convocou o prefeito Júlio para trabalhar. “Estes seis meses foram só de perseguições”. Antônio Queiroz, não se conteve e caiu em prantos, principalmente ao dizer que passou por muitos momentos difíceis. “As vezes faltavam as coisas em casa”, lembrou o vereador que foi o segundo mais votados nas últimas eleições municipais, com 521 votos.

Aplausos intensos foram sucedido aos discursos, assim como agradecimentos, em especial ao ex-prefeito Antônio do Bar, e sua esposa, a também ex-prefeita Deijanira Almeida.

Dos dez que estavam afastado o único que não retornou, e continua afastado por mais três meses por decisão da justiça é o vereador Neguin da Civil. Antônio Reinaldo, o Reinaldão, seu suplente, disse na sessão deste dia 12, que assim  como os demais pretende realizar seu trabalhos em consonância com os anseios da comunidade.

Veja abaixo principais trechos dos discursos dos vereadores

(Redação Voz do Bico)

-- Publicidade --

Comentários no Facebook