Empresa não paga e terceirizados vão à justiça para receberem por refeições servidas aos presidiários

terça-feira, 13 de agosto de 2019 às 08:37
A empresa protela o pagamento dos três meses pendentes há mais de dez meses e o valor ultrapassa R$ 130.000,00 – (imagem ilustrativa). – Foto: Reprodução/ Internet

REGIONAL – Terceirizados da Vogue Alimentação e Nutrição Ltda, vão à justiça para receberem o que tem em atraso com a empresa que tinha contrato com o Estado do Tocantins até fevereiro passado, quando perdeu a licitação.

Conforme os terceirizados augustinopolino a empresa protela o pagamento dos três meses pendentes há mais de dez meses e o valor ultrapassa R$ 130.000,00 (cento e trinta mil reais), nos valores da época, quando eram servidas três refeições diária por R$ 12,10 (doze reais e dez centavos). Com juros este valor pode chegar aos R$ 170.000,00 (cento e setenta mil reais).

Publicidade

Já fizemos pelo menos dois acordos com a empresa, porém nenhum deles foi honrado”, diz o fornecedor augustinopolino, lamentando que tem recebido pressão de donos de açougues e supermercados, que fornecia mantimentos para as refeições.

Além de Augustinópolis, também foram à justiça os fornecedores das cidades de Araguatins, Ananás e Tocantinópolis. Nestas cidades o débito está na ordem de R$ 300.000,00 (trezentos mil reais).

Outro Lado

O portal Voz do Bico tentou entrar em contato com a empresa de alimentação, porém não conseguimos. O portal está aberto para as manifestações da empresa.

-- Publicidade --

Comentários no Facebook