Gestor da Agência de Turismo e Cultura do Tocantins destaca projetos para o Bico do Papagaio

segunda-feira, 4 de março de 2019 às 12:13
Tom Lyra acredita que a economia criativa aliada ao turismo sustentável podem transformar o Bico em referência turística do Tocantins – Foto Paulo Palmares / Voz do Bico

Redação Voz do Bico

AUGUSTINÓPOLIS – Em visita ao Bico do Papagaio no fim de semana de carnaval, Tom Lyra, gestor da Agência do Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa do Tocantins, falou com exclusividade ao Portal Voz do Bico sobre os projetos da agência e do Governo do Estado para a região. Voltado para as potencialidades turísticas inexploradas comercial e profissionalmente no Bico do Papagaio, o gestor disse que será realizado um diagnóstico das peculiaridades turísticas da região e as melhores formas de explorá-las de forma sustentável.

Publicidade

Áreas como pesca esportiva, passeios turísticos ao encontro dos rios Araguaia e Tocantins, turismo ecológico nas cachoeiras, o turismo na Serra do Estrondo (voo de Parapente), praias, festas agropecuárias e outras manifestações culturais e religiosa serão mapeadas para, a partir do diagnóstico, serem implementadas as ações de capacitação voltadas para o empreendedorismo local.

“Eu já chamei a equipe técnica do Turismo para que a gente pudesse deslocar essa equipe após carnaval para fazer esse mapeamento aqui, das cachoeiras de São Bento e Wanderlândia, Serra do Estrondo, entre outros. Eu acredito que em 60 dias a gente deve ter esse mapa com os principais atrativos do Bico, que na minha opinião é uma região forte para desenvolver essa área. Eu acho que agora o Bico requer e necessita de atenção e olhos do governo para essa área”, destacou Tom Lyra.

Com o empresário José da Silva foram abordados vários temas referentes aos setor turístico – Foto Paulo Palmares / VB

Ainda segundo o gestor da Adetuc, a economia criativa hoje movimenta cerca de 16% do PIB do Brasil e é uma força econômica que não pode ser desprezada. No caso do Bico do Papagaio, os produtores de artesanato, os pequenos agricultores das feiras estão dentro da economia criativa e muitas vezes não são percebidos para investimentos do estado. Para desenvolver essa área, o estado tem buscado apoio de parceiros do Sistema S, principalmente o Sebrae, para promover a capacitações que ajudem a alavancar o desenvolvimento da região.

“Esse ano o governador Carlesse disse que quer que a gente use o Fundo de Cultura, que tem uma parcela de arrecadação dentro do ICMS do Estado, para desenvolver essas pequenas comunidades que estão baseada na Economia Criativa. Paralelamente nós estamos viabilizando o Fundo de Turismo junto com os parceiros promover essas capacitações. Neste ano, nas praias nós vamos ter a parceria do Sebrae para os investimentos e capacitação das pessoas que atuam no setor”, finalizou Tom Lyra.

Perfil

Tom Lyra é tocantinense da cidade de Araguacema, empresário do ramo ótico e graduado em óptica e optometria, com especialização em ótica física, química, geométrica e fisiológica. É autor de quatro livros na área de ótica e tem mais de 180 artigos publicados, além de ter proferido mais de 1.200 palestras entre 1997 e 2015.

-- Publicidade --

Comentários no Facebook