Governo do Estado e autoridades lamentam a morte de Dona Raimunda Quebradeira de Coco

quinta-feira, 8 de novembro de 2018 às 09:04
Dona Raimunda. – Foto: Divulgação

Alan Milhomem / Voz do Bico

SÃO MIGUEL – O governador Mauro Carlesse e outras autoridades divulgaram notas de pesar lamentando a morte de Raimunda Gomes da Silva, 78 anos, conhecida como Dona Raimunda Quebradeira de Coco, que morreu no início da noite dessa quarta-feira (7) no povoado Sete Barracas, zona rural de São Miguel do Tocantins. Vítima de problemas respiratórios e diabetes, a líder comunitária morreu em casa. Ela ficou conhecida mundialmente por encabeçar a luta em defesa das mulheres quebradeiras de coco babaçu do Bico do Papagaio.

“O Estado do Tocantins perde uma de suas maiores líderes. Dona Raimunda construiu uma extensa folha de serviços ao nosso Estado e ao Brasil, por desenvolver um importante serviço comunitário e também como trabalhadora rural e ativista de destaque nacional. Nesse momento de luto e de dor, rogo ao nosso amado e eterno Deus que console os corações dos familiares, amigos e de todos os tocantinenses que certamente sentem esse momento de perda”, disse o governador.

Wanderlei Barbosa, vice-governador do Tocantins, também divulgou nota afirmando que recebeu a notícia da morte de Dona Raimunda com muita tristeza. “O Estado do Tocantins perde uma das maiores referências cultural brasileira, que será sempre lembrada pela sua incansável luta em favor principalmente das mulheres tocantinenses pelo direito à terra e o acesso livre aos babaçuais. Que o amor de Jesus Cristo preencha o vazio que esta perda deixa em todos os corações”, afirmou a Wanderlei.

“O Brasil e o Tocantins perdem hoje uma das grandes referências brasileiras na luta pelos direitos das mulheres trabalhadoras do campo, a nossa amiga e companheira Raimunda Gomes da Silva, a Dona Raimunda Quebradeira de Coco. Ela que graças ao seu ativismo e liderança, se tornou símbolo em defesa das mulheres quebradeiras de coco, na região do Bico do Papagaio, norte do Tocantins”, diz a nota divulgada pelo deputado estadual Paulo Moutão (PT).

O parlamentar ainda ressaltou que conheceu de perto Dona Raimunda, que ela foi “uma guerreira leal, que ousou sonhar e lutar, abrindo mão de viver sua vida para trabalhar com determinação em defesa do direito ao homem e à mulher do campo de ter um pedaço de terra para viver com dignidade e respeito”.

Quem manifestou profundo pesar pela morte da líder comunitária foi o deputado estadual e eleito deputado federal nas últimas eleições, Osires Damaso. “Hoje o Tocantins perdeu uma das grandes líderes comunitárias, trabalhadora rural e ativista política. E neste momento doloroso, quero externar meus sentimentos e solidarizar-me com os familiares. Rogo ao Pai para que conforte os corações diante desta perda irreparável”, disse por meio de nota.

A prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro, também lamentou a morte da ex-quebradeira de coco. “Defensora incansável dos direitos das mulheres quebradeiras de coco do Bico do Papagaio, D. Raimunda utilizou-se do seu reconhecimento político para dar voz e valor às causas dos extrativistas da Amazônia. Sua dedicação a um mundo mais justo e igualitário será referência para as gerações futuras. Sua simplicidade e dedicação ao próximo é um exemplo que nos inspira”.

O Partido dos Trabalhadores do Tocantins (PT-TO) também lamentou a morte de Dona Raimunda, destacando o histórico de luta dela pelas quebradeiras de coco babaçu do Bico do Papagaio. “Deixa em todos os seus companheiros e companheiras de luta, o exemplo de uma mulher aguerrida, que chegou a ser recebida pelo presidente da República, Lula em 2007, e tem na sua representatividade a força da mulher do campo, da mulher tocantinense, da mulher que não se furta à luta. Determinação marcou a árdua jornada da nossa grande líder, dona Raimunda Quebradeira de Coco; e hoje nos despedimos com imenso pesar desta mulher que foi referência de liderança comunitária no Bico do Papagaio, no Tocantins e em todo Brasil”, diz a nota assinada pelo presidente estadual do partido, deputado estadual Zé Roberto.

A senadora Kátia Abreu (PDT) lamentou com imensa tristeza a morte da líder comunitária do Bico do Papagaio. Disse que a garra e determinação da ex-quebradeira de coco será sempre lembrada. “Dona Raimunda sempre será um ícone no ativismo do Estado do Tocantins, atuando na defesa dos direitos das mulheres quebradeiras de coco. Sua garra, luta e determinação serão lembradas por todos os tocantinenses. Sua força inspira um Tocantins melhor a cada dia. Aos familiares, minhas sinceras condolências”, finaliza a nota.

Vicentinho Júnior (PR) disse que o Tocantins perdeu uma grande mulher, que era referencial de ser humano e da luta dos povos tradicionais. “Neste momento de dor, nos solidarizamos com seus familiares ratificando nosso voto de pesar pela grande perda e agradecimentos à dedicação e trabalho prstado ao nosso Estado do Tocantins”, diz o parlamentar na nota.

A prefeitura de São Miguel do Tocantins decretou luto de três dias na cidade e feriado municipal nesta quinta-feira (8).

Morre, aos 78 anos, a líder comunitária Dona Raimunda Quebradeira de Coco

-- Publicidade --
-- Publicidade --

Comentários no Facebook