Lançado edital para eleição do Conselho de Segurança Comunitária em Axixá

quarta-feira, 25 de abril de 2018 às 11:55
16 Visualizações
Lançamento do edital para eleição do Conseg em Axixá. Foto: Alan Milhomem / Voz do Bico

Alan Milhomem / Voz do Bico 

AXIXÁ – Em reunião realizada na noite dessa terça-feira (24), a Polícia Comunitária do Tocantins lançou o edital para a eleição com Conselho de Segurança Comunitária e Defesa Social (Conseg). Durante o encontro, realizado na sede do Sindicato dos Professores do município, foram definidas a comissão eleitoral e as datas para inscrição de chapas e eleição.

Publicidade

De acordo com o edital, as inscrições das chapas devem ser feitas a partir desta quarta-feira (25) até o dia 10 de maio na sede do pelotão da Polícia Militar de Axixá e na recepção da prefeitura, em horário comercial. A eleição ficou marcada para o dia 14 de maio, a partir das 19h, também na sede do Sindicato dos Professores.

Na reunião, que contou com a presença de professores, representantes das igrejas, dos vereadores, da prefeitura, polícias e a comunidade, foram apresentadas as funções do Conseg e como o conselho pode atuar para melhorar a segurança da cidade. Também foram apresentados casos de sucesso da atuação do concelho em outras cidades do Tocantins, que hoje conta com 18 Consegs.

Os participantes relataram que o consumo de drogas, o funcionamento de bares sem regulamentação e o abuso de som em alto volume são os principais problemas na cidade. O capitão Abreu, comandante da 3ª Companhia Independente de Polícia Militar, disse que a PM tem atuado na cidade para minimizar os crimes e o consumo de drogas, e destacou a importância da implementação do Conseg para ajudar no trabalho da polícia.

Foto: Alan Milhomem / VB

“Esse conselho aproxima as forças de segurança da comunidade e pode tá lutando por melhorias na segurança da cidade. A partir do momento que cidadão vestir a camisa do conselho ele pode nos ajudar a identificar situações de tráfico de drogas, roubos, furto e vai passar para nós de forma proativa, o que vai facilitar nossa atuação policial, além de coibir práticas futura de crimes’, afirmou o capitão Abreu.

Para o coordenador estadual de Polícia Comunitária, capitão Thiago Monteiro, é preciso criar uma cultura de segurança nas comunidades da região e o conselho consolida isso, além do trabalho de prevenção criminal e de inserção da sociedade na discussão da segurança pública.

“É importante a sociedade despertar para ter uma participação mais ativa no enfrentamento dos problemas que afligem suas comunidades. Então, o conselho sedimenta isso e nós acreditamos que essa participação da sociedade é fundamental para eficiência da segurança pública”, finalizou.

-- Publicidade --