Onze municípios do Bico do Papagaio serão beneficiados com ações da extensão rural

quinta-feira, 14 de março de 2019 às 15:13
Foto: Divulgação / Assessoria

AUGUSTINÓPOLIS – Onze municípios no Bico do Papagaio, além 15 cidades em outras regiões do Tocantins, serão beneficiados com ações de extensão rural executadas pelo Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins). Os recursos da Chamada de Pública de Agroecologia, no valor de R$ 904 mil, serão liberados a partir desta semana.

A liberação dos recursos foi pauta de encontro entre o secretário César Halum, que responde pela Ruraltins, e o secretário adjunto da Secretaria da Agricultura Familiar e Cooperativismo, Ewerton Geovani dos Santos, órgão ligado ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), em Brasilia.

“A reunião foi extremamente importante, pois conseguimos sensibilizar o ministério quanto as nossas demandas. De imediato o secretário se comprometeu a liberar R$ 370 mil, ainda nesta semana, e o restante dos recursos, já empenhados, até o final deste mês. Esse dinheiro é relativo às ações da Chamada Pública já executadas e que estavam pendentes de pagamento. Com isso, o Ruraltins, que enfrenta grandes dificuldades, ganha fôlego e nossos técnicos terão condições de ir a campo para prestar atendimentos aos agricultores”, disse César Halum.

Ainda segundo o secretário, os recursos financeiros serão utilizados para colocar em dia o pagamento das diárias atrasadas, há quase um ano, e abastecer os veículos com combustível. O objetivo é proporcionar mais qualidade aos serviços prestados às famílias e otimizar as ferramentas de trabalho dos servidores.

Na oportunidade, também foi protocolado um pedido de aditivo do convênio do Programa Quintal Verde, para aquisição de sementes e implantação de hortas. Também foi tratado a liberação de um recurso no valor de R$ 1,2 milhão referente a ações já realizadas em assentamentos do Instituto Nacional de Reforma Agrária (Incra), em 39 municípios do Estado, por meio de Chamada Pública.

Outra questão abordada no encontro foi quanto ao Cadastro Ambiental Rural (CAR) dos assentamentos de reforma agrária, cuja resolução do Banco Central está sendo alterada da forma individual para a forma coletiva em situações semelhantes, visando agilizar as inscrições das propriedades rurais.

Atualmente, o Ruraltins conta com 97 escritórios em todas as regiões do Tocantins, e o governo busca fortalecer as unidades para o atendimento ao produtor rural. Os técnicos oferecem assistência e orientação quanto ao plantio e condução de lavouras para produção de grãos, cereais, frutas e hortaliças; criação de bovinos de corte e leite e pequenos animais (ovinos e caprinos); apicultura; piscicultura; projetos de irrigação e projetos de créditos rural das atividades agropecuárias financiadas pelos bancos. (Redação Voz do Bico, com informações da Assessoria) 

-- Publicidade --

Comentários no Facebook