Prefeitura de Axixá adere ao programa federal Internet para Todos

segunda-feira, 19 de março de 2018 às 12:14
0
Prefeito de Axixá, Damião Castro. – Foto: Paulo Palmares/ VB

AXIXÁ – O prefeito Damião Castro (MDB) assinou, em Brasília, o termo de adesão do município de Axixá ao programa federal Internet para Todos, que tem como objetivo é democratizar o acesso à informação e ampliar a rede de conectividade de todo país.

Este termo define a infraestrutura básica e as condições necessárias para a instalação da antena e dos equipamentos. O programa deve democratizar o acesso à internet em Axixá, bem como ampliar a cobertura de banda larga no município. A meta da atual gestão é aprimorar a qualidade do serviço prestado e levar o acesso à internet gratuita para pontos da cidade.

“Nós conseguimos colocar o Axixá nesse primeiro lote do Internet para Todos. A vantagem é que vai conectar a zona rural e a zona urbana do município. Daqui dois meses a equipe começará a montar as antenas e eu vejo com grande importância essa benfeitoria para o município”, disse o prefeito.

Caberá a prefeitura indicar as localidades passíveis de atendimento. O município pode indicar mais de uma localidade para receber a banda larga e sugerir pontos que não estejam na lista a ser divulgada pelo Ministério de Ciência e Tecnologia.

Além disso, o Internet para Todos oferecerá a conexão a preços reduzidos, pois as empresas credenciadas terão isenções de impostos e podem oferecer serviço a valores bem menores. O objetivo é garantir um plano acessível de acesso à internet.

O programa

Realizado pelo Governo Federal, o Internet para Todos é uma ampliação do programa Gesac (Governo Eletrônico – Serviço de Atendimento ao Cidadão), responsável por levar internet a escolas, hospitais, postos de fronteira e quilombos, em áreas remotas que não dispõem de outros meios de conexão.

A Telebras é credenciada pelo Ministério de Ciência e Tecnologia para garantir a execução do programa. Outras operadoras também podem ser credenciadas. As conexões do Internet para Todos serão feitas por meio do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC), em órbita desde maio de 2017 e com previsão de 18 anos de vida útil.

-- Publicidade --
-- Publicidade --

Comentários no Facebook