Rio Verde conquista mais um título em final emocionante do Campeonato Municipal de Praia Norte

domingo, 2 de junho de 2019 às 13:17
Fotos: Paulo Palmares/ VB

PRAIA NORTE – Emocionante e dramático, assim foram os minutos finais da prorrogação do Campeonato Municipal de Futebol de Praia Norte, promovido pelo Governo municipal, por meio da Secretaria de Municipal de Educação  Esportes e Lazer que aconteceu na tarde deste sábado, 1º de junho, em comemoração ao 30º aniversário da cidade, com estádio cheio, e muita torcida, o campeonato encerrou com saldo positivo de grandes jogadas, belas apresentações e homenagem aos ex-prefeito Antônio Soares de Souza, conhecido como Tupã, primeiro gestor do município falecido dia 24 de maio, aos 82.

 JOGO

Publicidade

Rio Verde e Volta Redonda são rivais clássico do Campeonato Municipal desde quando ele foi criando no final do governo Tupã em 1992, como um torneio local, o torneio cresceu e desde então se rivalizam “como gente grande”, se tornando detentores de quase todos os títulos municipais. Rivalidade à parte, o jogo deste sábado começou meio que morno, talvez cada time estivesse avaliando a passada de cada um em campo. Assim foi até o final do 1º tempo, poucos lances levaram perigo de gol como a cobrança de falta feita pelo atacante Djalminha aos 24 minutos, obrigando Gadiego, do Volta Redonda fazer uma defesa espetacular no seu ângulo esquerdo.

Aos 32 minutos a bola quicou no gramado e foi contra a mão de um jogador do Volta Redonda e o juiz marca pênalti, levando a torcida do Rio Verde ao delírio e ficar por alguns minutos com o grito de “gol” preso na garganta. O meio campo Nonato foi lá e com categoria chutou rasteiro no canto esquerdo e fez torcida rioverdence explodir em comemoração o grito de gol até então preso na garganta.

Com a mão na taça, a orientação técnica chega que aos jogadores é reforçar a defesa. Mas a torcida quer jogo, enquanto alguns incentivam, principalmente os torcedores do Rio Verde, outros entra em aparente desespero e deixam aflorar os impropérios com palavrões de vários tamanhos e quilates. Mas isto é mesmo de uma torcida que se preza. Vibrar, gritar, aplaudir, não sendo assim não tem emoção e tem graça torcer.

O SEGUNDO TEMPO

Aos 18 minutos do 2º tempo, a torcida do Volta Redonda vai a loucura pela ameaça de gol que levou ao adversário e a o início de confusão surgido a seguir dentro da pequena área, seguido da anulação de um gol pelo juiz. O volta Redonda segue os minutos finais pressionado e buscando “brechas” para o empate, tornando o jogo mais intenso, mais agressivo e procurando todas as oportunidades de gol; com isso também abre espaços para o Rio Verde avançar e tentar ampliar o placar, mas sempre esbarrando na dificuldade de finalizar.

Comissão Técnica e jogadores pressente os minutos finais do tempo regulamentar chegando ao fim e com isso o título de 2018 indo mais uma vez para as mãos do arquirrival. Mas vem a prorrogação de cinco minutos e aos 46 do segundo tempo um balde de água fria cai sobre os torcedores do Rio Verde. O lateral direito Pedro Henrique entrou na linha de fundo cruzou e o centroavante Devanir estava bem posicionado, fazendo um belo gol de cabeça.

Logo em seguida Pedro Henrique foi expulso por ter chutados uns painéis e o jogo finaliza e a decisão vai para os pênaltis. Mas infelizmente Antônio Onês, do Volta Redonda não consegue converter seu chute em gol e cabe ao atacante Nonato o último chute e o gol que deu mais um título aos Rio Verde e a explosão de alegria toma conta da torcida rioverdence mais uma vez.

HISTÓRICO

Pelas informações repassadas para o portal Voz do Bico, o Rio Verde leva, sobre o rival uma ampla vantagem. Com o título conquistado agora em 2019 seria o 12º enquanto o Volta redonda é detentor de cinco título de campeão.

EMOÇÃO

Para o prefeito Ho Che Mim Araújo, a realização do campeonato supriu todas as expectativas e ainda. Ho Che Mim que esteve presente na final do campeonato, acompanhado do deputado Amélio Cayres e do prefeito de Axixá, destacou, “o mais importante e bonito de todo esse campeonato é ver as arquibancadas cheias, a torcida em estado de ebulição com os nervos à flor da pele. Vivenciar esta emoção não tem preço” finalizou.

-- Publicidade --

Comentários no Facebook