Vanderley Arruda divulga Nota Pública dizendo que suas ações são direitos que lhe foram concedidos

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2020 às 14:50
Vanderley Arruda
Vice-prefeito Vanderley Arruda. Foto: Divulgação

AUGUSTINÓPOLIS – O vice-prefeito de Augustinópolis, Vanderley Arruda, divulgou no início da tarde desta segunda-feira, 17, Nota Pública na qual diz que “nunca interferiu na gestão”  e que, diante da cassação do prefeito, cabe a ele responsabilidade de administrar. Frisa ainda “Não é minha intenção causar problemas, só ainda não estou administrando porque estou sendo ‘impedido'”.

O impasse ocorre desde o dia 10, quando a Câmara Municipal de Augustinópolis votou pela cassação do prefeito Júlio Oliveira, e Arruda se viu “impedido” de se apossar de fato da prefeitura e da gestão diante da reação do próprio prefeito de não arredar o pé do Palácio da Palmeiras, sede do Governo Municipal, exceto diante de uma ordem judicial, e de servidores e outros populares que resolveram montar acampamento diante da prefeitura em demonstração de apoio ao gestor.

Publicidade

Veja na íntegra a nota:

NOTA PÚBLICA

Diante da atual situação administrativa no Município de Augustinópolis, venho explicar à comunidade que estou dentro desse processo em virtude do direito que foi concedido a mim quando me elegeram Vice-Prefeito.

Nunca interferi na gestão com intuito de atrapalhar, porém, a partir do momento em que o prefeito foi afastado da sua função cabe a mim a responsabilidade de administrar.

Diante da decisão da Câmara Municipal deste Município no último dia 10, tomei atitude de bloquear o acesso de outras pessoas às contas da Prefeitura, visto que legalmente a responsabilidade a partir daquele momento seria minha, porém, diante do impasse de que o Prefeito Júlio se negou a sair da Prefeitura, não houve movimentação bancária e não foi possível administrar.

Situação esta que gerou vários transtornos, principalmente para os mais necessitados.
Não é minha intenção causar problemas, só ainda não estou administrando porque estou sendo “impedido”.

Inclusive, estão divulgando informações falsas ao meu respeito, um exemplo é que eu havia proibido o fornecimento de combustível, inclusive para ambulâncias, fato que não procede. Eu não sou irresponsável.

O que alguns não querem entender é que eu fui eleito para administrar na impossibilidade do prefeito, então eu busquei a via judicial e estou no aguardo das providências para resolver da melhor maneira possível essa situação. Apesar de ser um direito meu, não quero agir de forma a causar maiores transtornos.

Vanderley Arruda

-- Publicidade --

Comentários no Facebook