Dentista ganhou fortuna danificando dentes de pacientes para consertá-los

quinta-feira, 17 de março de 2022 às 17:42
135 Visualizações
Scott Charmoli. – Foto: Reprodução

Para Scott Charmoli, pacientes com os dentes perfeitos “não era um bom negócio”. Então, o dentista de Jackson (Wisconsin, EUA) perfurou e quebrou os dentes de seus pacientes deliberadamente para consertá-los.

Com a estratégia criminosa, Scott passou de um faturamento de US$ 1,4 milhão (R$ 7,2 milhões), com o implante de 434 coroas em 2014 para US$ 2,5 milhões (R$ 12,8 milhões) e realizar mais de mil procedimentos de coroa um ano depois.

Publicidade

Na última quinta-feira, após um julgamento de quatro dias, Scott, de 61 anos, foi condenado por cinco acusações de fraude no sistema de saúde e duas acusações de fazer declarações falsas sobre o tratamento de seus pacientes. Ele deve ser sentenciado em junho, quando enfrentará até 10 anos por cada uma das acusações de fraude de assistência médica e um máximo de cinco anos nas outras duas condenações.

Os advogados do dentista não responderam imediatamente a um pedido de comentário do “Washington Post” na noite de terça-feira (15/3). Mas quando o dentista se declarou inocente em dezembro de 2020, sua advogada na época disse que a única coisa de que seu cliente era culpado era “trabalho duro”.

O americano tinha ativos no valor de mais de US$ 6,8 milhões (R$ 35 milhões) no fim de 2020 e propriedades de veraneio em Wisconsin e Arizona, segundo os promotores, que alegam que ele faturou mais de US$ 4,2 milhões (R$ 21,6 milhões) por coroas entre 2016 e 2019. No total, foram cerca de R$ 35,5 milhões ganhos em tratamentos com coroas — na maioia, desnecessários.

A partir de 2015, Charmoli atormentou seus pacientes para obter coroas de que não precisavam, alegaram promotores federais. Depois de danificar intencionalmente seus dentes, ele enviou fotos e raios-X para as companhias de seguros como fotos de “antes” para justificar o tratamento necessário para reparar o dano que acabara de causar.

Um desses pacientes, Todd Tedeschi, testemunhou que Scott o persuadiu a obter duas coroas durante uma sessão, mesmo que seus dentes parecessem bons, informou o “Milwaukee Journal Sentinel”.

(PAGE NOT FOUND)

-- Publicidade --