Por que as pessoas veem cores diferentes na internet?

quinta-feira, 10 de junho de 2021 às 14:58
Vestido que causou a polêmica. Foto: Reprodução.

Você se lembra do caso do vestido que ninguém sabia se era preto e azul ou branco e dourado? Essa imagem chocou o planeta em 2015 e desde então surgiram mais alguns exemplos de peças de roupas e objetos que apresentavam colorações divergentes para cada espectador da foto, como foi o caso do tênis azul e cinza ou rosa e branco.

Essa discussão, entretanto, vai muito além do que uma briga boba de internet para definir quem está certo sobre o assunto. Afinal, por que cada usuário enxerga uma coloração diferente?

Publicidade

A luz chega aos olhos através do cristalino, que capta diferentes comprimentos de onda representando cores diferentes. Então, a luz atinge a retina na parte de trás do olho, onde os pigmentos geram conexões neurais com o córtex visual, a parte do cérebro que processa todos esses sinais em uma só imagem.

Quando a primeira “explosão” de luz que ilumina o mundo ao nosso redor é dada, no entanto, ela passa a refletir em todos os objetos e gera reações na nossa cabeça. Sem você notar, seu cérebro descobre qual cor está sendo refletida pelo objeto ao qual você está direcionando sua visão e, essencialmente, subtrai essa cor da coloração “real” dele.

Apesar desse sistema funcionar muito bem na maioria das vezes e fornecer uma coloração padronizada para todas as pessoas, ele não é a prova de problemas. Os seres humanos evoluíram para ver à luz do dia, mas ela também é responsável por mudar a coloração. Ou seja, dependendo da posição do Sol em relação a Terra, cada objeto apresentará uma cor diferente para o espectador.

Outro fator importante a se considerar nessa equação é a necessidade do cérebro de criar interpretações para tudo que vemos. Portanto, ao menor sinal de que o pixel de uma imagem possa ser azul ou branco, a mente humana trabalhará para gerar um bloco de informações que seja mais fácil de ser absorvido e simplificará o conteúdo do produto.

Dessa forma, uma vez que chegamos à conclusão sobre a coloração de uma imagem, dificilmente mudaremos de opinião. No caso das figuras vistas na internet, é bastante provável que a iluminação da tela ou o horário do dia em que cada pessoa deu a primeira olhada nas imagens polêmicas tenha sido fundamental para estabelecer sua opinião.

Isso quer dizer que a nossa interpretação varia conforme o contexto no qual estamos inseridos e que, no fim das contas, qualquer palpite sobre a coloração de uma imagem é um mero “chute no escuro”.

(Megacurioso)

-- Publicidade --