Acidentes elétricos em residências brasileiras cresceu 50% em 2023

quinta-feira, 30 de maio de 2024 às 09:05
227 Visualizações

Fios em más condições e manutenções caseiras são as principais causas de acidentes causados por choques elétricos em 2023  

TOCANTINS – O número de acidentes causados por choques elétricos em residências brasileiras aumentou 50% em 2023, em relação ao ano anterior. Ao todo, 274 ocorrências foram registradas pela Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade – Abracopel, destas 70% com vítimas fatais.

Publicidade

A maior parte dos acidentes em residências (43%) foram causados por eletrodomésticos, cabos em más condições de uso e manutenções caseiras. “É por isso que sempre reforçamos a importância de realizar inspeções e manutenções periódicas em todas as instalações elétricas de casa, para identificar e corrigir problemas antes que se tornem perigos”, explica a coordenadora de Saúde e Segurança da Energisa Tocantins, Luciana Teixeira.

Somente as manutenções caseiras respondem por 12,3% dos casos de choques elétricos. “Incluem-se, nessa categoria, aqueles serviços que fazemos por conta própria no telhado, antenas ou aparelhos de ar-condicionado, por exemplo. Por isso, enfatizamos a necessidade de ter um profissional habilitado para fazer essa prestação de serviço, sempre lembrando dos equipamentos de segurança”, reforça a coordenadora.

Além dessas causas, o uso indevido de benjamins, extensões ou tomadas, carregador de celular, máquina com fuga de corrente, cerca energizada, bomba d’água e chapinha também foram apontados como motivadores de acidentes elétricos nas casas brasileiras.

Orientações 

Abaixo, destacamos algumas orientações que devem ser observadas em obras e reparos de pequeno, médio ou grande porte:

– No canteiro de obras é um risco fazer improvisos e gambiarras:?é importante que toda e qualquer ligação seja feita de forma regular e por um profissional capacitado. Importante se certificar que emendas estejam bem vedadas com?fita isolante entre fios para evitar curto-circuito,?e?não amarrar?fios em partes metálicas e não deixar?fios elétricos no chão sem a devida proteção;

– As construções devem respeitar a distância mínima de segurança da rede: dois metros na horizontal e três metros na vertical;

– No momento da construção, os andaimes devem considerar as mesmas distâncias de segurança: dois metros na horizontal e três metros na vertical;

– Tenha cuidado ao manusear objetos metálicos (vergalhões, escadas, réguas, andaimes e outros). Evite tocá-los ou aproximá-los da rede elétrica;

– Tenha cuidado ao operar caminhões com caçamba, guindastes, betoneiras e escavadeiras próximas à rede elétrica;

– Nunca utilize aparelhos elétricos com mãos e pés molhados. A água conduz eletricidade e você pode sofrer um choque elétrico;

– Toda instalação elétrica deve ser feita por eletricista profissional e ele deve sempre desligar a chave geral do medidor, antes de realizar qualquer serviço.

Canais digitais de atendimento 

WhatsApp (Gisa):?www.gisa.energisa.com.br

Aplicativo Energisa On

Agência virtual: energisa.com.br

O anuário da Abracopel está disponível em: https://abracopel.org/

(COMUNICAÇÃO ETO)

-- Publicidade --

Comentários no Facebook