Aplicativo de pesquisadores da UFT vai ajudar pessoas com transtornos mentais

sexta-feira, 20 de novembro de 2020 às 15:46
Alice Agnes (esq.) e Hárelli Cecchin. Foto: Reprodução/TV Anhanguera.

TOCANTINS – Pesquisadores da Universidade Federal do Tocantins (UFT) desenvolveram um aplicativo para ajudar na prevenção de problemas mentais, além de orientar quem já sofre com algum transtorno.

A ferramenta gratuita tem orientações médicas e testes e está com previsão de ser disponibilizada ao público em março do próximo ano. O projeto foi idealizado pela psicóloga Hárelli Cecchin e pela jornalista Alice Agnes.

Publicidade

“Esse aplicativo tem a função de ajudar na prevenção ao adoecimento, às questões relacionadas à saúde mental. Nós percebemos, a partir de vários estudos e pesquisas, que é muito mais eficiente nós prevenirmos, nós tratarmos uma potencial doença antes que ela surja e o aplicativo vem com essa proposta”, explicou a coordenadora do projeto, Alice Agnes.

Um dos testes avalia as emoções e sentimentos da pessoa. São seis perguntas e oito resultados possíveis, que podem ser respondidas todos os dias para que o usuário possa fazer uma autoavaliação, o que não substitui um diagnóstico de um médico, mas traz sugestões sobre o que a pessoa pode fazer dependendo do estado emocional que apresenta no teste.

“O aplicativo vai ter uma potencialidade de aproximar aquelas pessoas que precisam. Então, de repente se a gente notar que a gente tem usuários utilizando com alguma ideação suicida um pouco mais grave, a gente pode encaminhar esse usuário para os psicólogos e outros profissionais de saúde da universidade, para que eles façam o diagnóstico”, destacou Harélli Cecchin.

(Voz do Bico)

-- Publicidade --