Com participação de ministra do TSE e lideranças indígenas, TRE-TO fará avaliação de ações de inclusão sociopolítica de povos originários

terça-feira, 14 de maio de 2024 às 09:04
362 Visualizações
A reunião tem o objetivo de apresentar resultados e receber informações das atividades executadas no ano de 2023. – Foto: Arquivo TRE

Com apresentações culturais, palestras, paineis e oficinas, o Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO) promove o evento “Fortalecendo Vozes: Reunião de Avaliação das ações de educação política em comunidades indígenas”. O encontro, que será realizado nos dias 22 e 23 de maio, conta com a participação da ministra do Tribunal Superior Eleitoral, Edilene Lôbo, e do presidente do TRE-TO, desembargador João Rigo Guimarães.

A reunião de avaliação tem o objetivo de apresentar resultados, receber informações das ações do projeto executadas no ano de 2023 e mensurar a satisfação dos indígenas. O evento é parte do programa permanente de Inclusão Sociopolítica dos Povos Indígenas, com coordenação-geral do juiz membro e ouvidor regional eleitoral do Tocantins, José Maria Lima.

Publicidade

Programação do dia 22

No primeiro dia do evento, realizado no auditório do edifício sede do TRE-TO, a partir das 8h30 tem início o credenciamento dos participantes, e às 9h, a solenidade de abertura, seguida de uma apresentação cultural da etnia Karajá.

Na mesa de honra estarão presentes a ministra do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Edilene Lôbo; o presidente do TRE-TO, desembargador João Rigo Guimarães; o vice-presidente e corregedor, desembargador Helvécio de Brito Maia Neto; o coordenador geral dos programas permanentes do TRE-TO, juiz José Maria Lima; o coordenador do programa de Inclusão Sociopolítica dos Povos Indígenas, juiz eleitoral Eustáquio de Melo; e a secretária dos Povos Originários do Tocantins, Narubia Werreria Karajá.

Ainda pela manhã, ocorre a palestra magna sob o tema “Inteligência Artificial Aplicada às Eleições”, com a ministra Edilene Lôbo, do TSE. Também acontecem apresentações culturais das etnias Javaé e Xerente, e a exibição do vídeo institucional do programa de inclusão.

Continuando na parte da tarde, às 14h o antropólogo da Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai), Gustavo Hamilton Menezes, expõe o painel “As políticas públicas de incentivo às candidaturas dos cidadãos indígenas”.

Às 16h será a vez do painel “Os desafios de acesso à tecnologia pelos povos indígenas para o exercício da democracia”, exposto pela professora doutora e representante indígena Paresi do Mato Grosso, Francisca Navantino.

Os debates dos temas ficam por conta do juiz eleitoral Eustáquio de Melo, com mediação do juiz José Maria Lima. Apresentações culturais das etnias Krahô e Apinajé também estarão na programação vespertina.

Programação do dia 23

No segundo dia, a programação da manhã acontece na Escola Superior da Magistratura Tocantinense (Esmat). Serão realizadas diversas oficinas com os temas “Segurança nas eleições em comunidades indígenas”, “Representatividade política dos povos indígenas” e “Diálogo entre culturas”.

Pela tarde, de volta ao auditório do TRE-TO, às 14h acontece a plenária final, com apresentação das ações já realizadas, os relatórios das oficinas temáticas e os resultados consolidados.

Confira aqui a programação completa.

(ASCOM TRE-TO)

-- Publicidade --

Comentários no Facebook