Manifestação de caminhoneiros começa a provocar falta de combustível no Tocantins

quarta-feira, 23 de maio de 2018 às 17:19
Foto: Guaraí Notícias

TOCANTINS – O terceiro dia de paralisação dos caminhoneiros nas estradas federais do Tocantins começa a ter refletir no abastecimento de combustível de cidades do estado. Muitos postos estão ficando sem combustível na capital Palmas e no interior, pois muitos caminhões-tanques estão sendo parados nos bloqueios.

Em Paraíso, filas foram formadas em postos da cidade. Em alguns estabelecimentos não há mais combustível e em outros a gasolina e álcool acabaram. Os postos que ainda têm combustível já alertaram que o produto pode acabar a qualquer momento.

Publicidade

Já na capital, as filas nos postos foram formadas nas regiões sul e central de Palmas. Em pelo menos dois postos já não há mais combustível e em outros a previsão é que o estoque pode acabar em breve.

Uma faculdade de Guaraí suspendeu as aulas nesta quarta-feira (23) por causa da falta de combustível na cidade e muitos alunos e professores moram em cidades vizinhas e podem ter dificuldades para chegar em Guaraí.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Postos de Combustível (Sindiposto), Wilber Silvano, a base de distribuição está interditada. “Como ela [a base de distribuição] fica bem ao lado, ninguém tem grandes estoques. Outro fator é que as pessoas podem entrar em pânico e pode levar a um consumo maior”, disse.

Além dos postos de combustível, os supermercados de Palmas também começam a sentir os reflexos do movimento. Dois supermercados do centro da capital informaram que as cargas de verduras e leite não chegaram. Os produtos estão diminuindo nas prateleiras e podem faltar nas próximas horas, caso não haja a entrega.

Os Correios também foram afetados. A empresa informou que desde a última segunda-feira, as remessas postais e de encomendas de outros estados não estão chegando regularmente em Palmas, Araguaína e Gurupi. Disse também que enfrenta dificuldades para escoar a carga estadual a partir destas três cidades para os demais municípios do interior do Tocantins.

Protesto

O protesto dos caminhoneiros começou na segunda-feira (23) e oito trechos de rodovias federais estão bloqueados no Tocantins. A manifestação é nacional e reivindica redução no preço da gasolina e demais combustíveis.

Nos bloqueios, a passagem de veículos de carga é impedida. Os demais automóveis são liberados para seguir viagem nos bloqueios. Longas filas já foram formadas em várias regiões do estado. Conforme a Polícia Rodoviária Federal (PRF), os pontos de bloqueios são os seguintes:

-Araguaína – BR-153, km 152

Nova Olinda – BR-153, km 208,7

Colinas do Tocantins – BR-153, km 245

Fortaleza do Tabocão – BR-153, Km 360

Paraíso do Tocantins – BR-153, km 492

Gurupi – BR-153, km 674

Alvorada – BR-153, km 761

Pedro Afonso – entre a Ponte sobre o Rio Tocantins e o trevo da cidade – BR-235, km 164. (Redação Voz do Bico, com informações do G1 Tocantins)

-- Publicidade --

Comentários no Facebook