No Dia da Botânica, IFTO de Araguatins comemora contribuições do Laboratório de Investigações Botânicas e do seu Herbário para o registro da flora do Bico do Papagaio

quarta-feira, 17 de abril de 2024 às 17:55
1.421 Visualizações

Estudos possibilitam conhecimento da biodiversidade regional e conservação de espécies de plantas, principalmente aquelas ameaçadas de extinção. – Fotos: Dicom IFTO

ARAGUATINS – Nesta quarta-feira, 17 de abril, é comemorado o Dia Nacional da Botânica. A data foi instituída, no ano de 1994, em homenagem aos 200 anos do nascimento do botânico Carl Friederich Philipp von Martius, nascido na Alemanha em 17 de abril de 1794, que foi responsável por uma das maiores pesquisas botânicas do mundo. O Dia da Botânica é um momento para reforçar a importância das plantas e de estudos a seu respeito, uma vez que elas são fundamentais para toda a forma de vida na Terra.

Publicidade

Ciente da relevância dos estudos na área de botânica, a unidade de Araguatins do IFTO, por meio do LAIBOT (Laboratório de Investigações Botânicas) tem contribuído, através de pesquisas em florística com o registro de espécies de plantas do Bico do Papagaio e para a conservação de espécies vegetais. Esses registros têm sido realizados através de projetos de pesquisa de professores e alunos dos cursos de Licenciatura em Ciências Biológicas e Bacharelado em Engenharia Agronômica da unidade de ensino. As linhas de pesquisas envolvem florística e etnobotânica. A ênfase dos estudos é em registros de plantas nativas, plantas medicinais e plantas tóxicas no Bico do Papagaio.

Os estudos realizados pelo laboratório, por meio de pesquisas na área da Reserva Legal, da unidade Araguatins, coordenadas pelo professor coordenador do laboratório e curador do herbário, Alessandro Oliveira, rendeu uma importante descoberta para o estado do Tocantins, com o primeiro Registro da espécie Ruellia asperula (Mart. ex Ness) Lindau para o estado.

O estudo foi publicado na Revista Brasileira de Geografia Física v.16, n.6 (2023) 3537-3547.Revista Brasileira de Geografia Física v.16, n.6 (2023) 3537-3547, avaliada com Qualis A2. – Link do artigo –  (https://periodicos.ufpe.br/revistas/index.php/rbgfe/article/view/259147).

Estudos com esses são necessários para uma melhor compreensão acerca da distribuição das espécies de plantas e contribuem com a sua conservação delas, principalmente aquelas ameaçadas de extinção.

Guardião do registro de espécies de plantas do Bico do Papagaio

O LAIBOT está vinculado ao Herbário IFTO, na unidade de Araguatins. Desde sua fundação em 2018, ele tem sido um importante guardião do registro de espécies de plantas do Bico do Papagaio. Com um acervo de quase 1000 registros, essa instituição, além de contribuir para o conhecimento da biodiversidade regional, também tem sido um importante veiculador e divulgador da Botânica e através de participação em eventos e de atividades de divulgação científica junto a escolas do Bico do Papagaio, com a promoção de visitas de estudantes do Ensino Fundamental e Médio à coleção do herbário e com a formação de professores da Rede Estadual de Ensino.

(DICOM IFTO-ARAGUATINS)
-- Publicidade --

Comentários no Facebook