Ocorrências de interrupção de energia por queimadas caem 37,2% no Tocantins

quarta-feira, 12 de junho de 2024 às 10:02
600 Visualizações

Projeto Foco no Fogo promove ações com eletricistas para conscientização junto à população. – Fotos: Divulgação

No Tocantins, o período de estiagem é marcado pelo calor intenso e o tempo seco. E essa combinação resulta em algo muito prejudicial: as queimadas, que aumentam a sensação de calor, impactam na saúde humana e animal, empobrecem o solo e interferem na distribuição de energia. Mas, a boa notícia é que o número de ocorrências de interrupção de energia por focos de fogo caiu 37,2% em 2023, em relação ao ano anterior.

Publicidade

Em 2022, foram registradas 169 ocorrências de falta de energia provocada por queimadas. Ano passado, o número foi de 106 eventos. Os dados são do monitoramento da rede elétrica, realizado pela Energisa. Este ano, até o mês de maio, foram registradas seis ocorrências. “Essa queda é resultado do amplo trabalho de orientação realizado tanto pelas nossas equipes, durante os atendimentos e visitas aos clientes, quanto pelo projeto Foco no Fogo, que atua justamente na conscientização da população sobre os prejuízos das queimadas”, explica o gerente de Operações da Energisa, Maurício Zanina.

Entre as ações desenvolvidas pela concessionária está a limpeza de faixa, que é a poda técnica de vegetação que está próxima às linhas de distribuição. Em 2023, esse trabalho foi realizado ao longo de 4.995 km de rede. A previsão para este ano é que seja feita a limpeza em 7.304 km. “Essa limpeza é importante e funciona como um aceiro, porque impede o avanço do fogo à área em que passa a rede elétrica, caso algum foco de fogo atinja a região”, esclarece o gerente.

Como cerca de 90% da rede elétrica do Tocantins está na zona rural, os eletricistas também atuam diretamente com o público rural, durante os atendimentos, compartilhando informações sobre a manutenção adequada da vegetação próxima a instalações elétricas e o uso seguro de equipamentos elétricos.

“As queimadas próximas à rede elétrica podem provocar a interrupção do fornecimento de energia. Mesmo quando as chamas não atingem diretamente a rede, elas podem colocar em risco a distribuição de energia, já que a alta temperatura ou faíscas levadas pelo vento podem encostar nos cabos e provocar curtos-circuitos. Por isso, essas ações não apenas visam proteger nossas comunidades, mas também inspirar uma mudança de comportamento, transformando cidadãos em agentes de prevenção”, finaliza Zanina.

Foco no Fogo

O Foco no Fogo é um projeto do Comitê do Fogo – Comitê Estadual de Combate aos Incêndios Florestais e Controle de Queimadas no Tocantins, que atua com a sensibilização nas escolas e em propriedades rurais sobre a prevenção e o combate aos incêndios. O projeto é uma iniciativa da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) e conta com o apoio e participação de outras 31 instituições, além da Energisa Tocantins. (Saiba mais aqui: https://www.to.gov.br/semarh/comite-do-fogo/er3fbvb9j2k)

Ao identificar um foco de incêndio, avise o Corpo de Bombeiros (193) ou denuncie pela Linha Verde (0800 63 1155). Se for próximo à rede elétrica ou a uma subestação, avise também a Energisa pelo WhatsApp da Gisa (63 9222-6664) ou pelo 0800 721 3330.

Orientações gerais

Com o clima seco, as chamas se espalham mais rápido, tornando muito mais difícil o controle. Por isso é importante seguir algumas orientações:

• Evite?queimadas?em áreas próximas às redes elétricas;

• Procure fazer “aceiros” em cercas para controlar o fogo;

• Ao realizar o plantio, respeite a “faixa de servidão”, que é a área mínima de distância de ontem passa a rede elétrica;

• É proibido realizar?queimadas?a menos de 15 metros de rodovias, ferrovias e do limite das faixas de segurança das linhas de transmissão e de distribuição de energia;

• Realizar?queimadas?sem autorização do Naturatins é crime.

• Pontas de cigarro acesas, latinhas de metal ou vidro em acostamentos das rodovias são um perigo, por isso evite jogar lixo nesses locais;

• Apague com água ou abafe com terra qualquer resto de fogo em acampamentos.

(COMUNICAÇÃO ETO)

-- Publicidade --

Comentários no Facebook