Pilotos de parapente voam no sertão brasileiro e elogiam a Serra do Estrondo em Axixá

sábado, 9 de novembro de 2019 às 11:39
Um dos pilotos destaca que adquiriram muita experiência e conhecimento durante a expedição. – Fotos: Divulgação

NORDESTE – Os pilotos saíram em uma expedição para voar por sobre o Sertão Brasileiro, região onde são feitos os maiores vôos de patente do mundo, inclusive os últimos recordes mundiais, os pilotos Ney Sóstenes e Francisco Willame Teles Souza, o Major, ambos experientes pilotos, são incentivadores e precursores dos vôos da Serra do estrondo, em Axixá.

Conforme informações enviadas para o portal Voz do Bico, começaram a voar no dia 25 de outubro até o dia primeiro de novembro; todas as decolagens aconteceram no aeroporto de Assu – Rio Grande do Norte, cidade próxima do litoral patiguá. “Fizemos vários voos mas o mais expressivo foi o que decolamos de Assu/RN, pousamos no município de Quixeramobim/CE; decolamos às 10h da manhã e pousamos às 17h30, percorremos a distância de 274 km medidos em linha reta”, relator o piloto Major.

Publicidade

Eles registram que a decolagem foi feita usando um novo método, onde se usam “ema”, uma espécie de guincho, fixado num carro, que os traciona por uma fina linha, até atingir altura suficiente para iniciar o voo, a cerca de 600m de altura.

Na mesma trupe tinham dois búlgaros, um inglês, um peruano e um carioca, além dos dois que são do Maranhão.

Ney diz que os pilotos adquiriram muita experiência e conhecimento, destacando que cada experiência que viveram e cada lugar que visitaram os fizeram concluir que a região com decolagem na Serra de Estrondo, em Axixá-TO, é perfeita para a prática do voo livre.

(Redação Voz do Bico – com informações assessoria)

-- Publicidade --

Comentários no Facebook