Prefeitura de Augustinópolis discute projeto de lei para atendimento especializado às pessoas com TEA e deficiência

quinta-feira, 11 de abril de 2024 às 16:03
1.703 Visualizações
O encontro foi realizado na tarde da última terça-feira, 10, no gabinete do prefeito de Augustinópolis. – Foto: Assessoria/ Comunicação PMA

AUGUSTINÓPOLIS – O Prefeito de Augustinópolis, Antônio do Bar, juntamente com vereadores, secretários municipais, representantes de instituições e membros da sociedade civil estiveram reunidos para discutir o Projeto de Lei 01/2022, que trata do atendimento especializado às pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA) e pessoas com deficiência. O encontro teve como objetivo debater os avanços já realizados na área e os desafios a serem enfrentados para garantir uma efetiva inclusão.

No encontro realizado na tarde da última terça-feira, 10, a Secretária de Educação, Maria Lima, acompanhada da equipe do Centro Educacional, apresentou os progressos alcançados, como a disponibilização de cuidadoras nas escolas, a implantação do Plano de Ensino Individualizado (PEI) e o fortalecimento das salas de recursos multifuncionais, destacando a aquisição de materiais pedagógicos voltados para a inclusão escolar.

Publicidade

Em seguida, a Presidente da AMPA (Associação de Mães e Pais Atípicos de Augustinópolis) relatou as dificuldades enfrentadas pelas famílias para acessarem atendimento clínico, mesmo possuindo planos de saúde, e solicitou a união de esforços para buscar parcerias visando trazer profissionais como neuropediatra, terapeuta ocupacional, fonoaudiólogo e psiquiatra infantil para o município.

O Prefeito Antonio do Bar parabenizou a iniciativa de todos e comprometeu-se em buscar parcerias com o governo do estado, deputados e realizar estudos financeiros para atender às demandas necessárias, reconhecendo a importância desses atendimentos para proporcionar uma rotina favorável ao desenvolvimento pessoal e profissional desses públicos.

(Comunicação Pref. Augustinópolis)

-- Publicidade --

Comentários no Facebook