Segurança pública mapeia locais por onde pacientes com coronavírus passaram

sexta-feira, 3 de abril de 2020 às 16:15
Peritos Criminais trabalham com a ferramenta de rastreamento. Foto: Divulgação/SSP.

TOCANTINS – Uma ferramenta tecnológica começou a ser usada no Tocantins para identificar os locais por onde passaram os moradores de Palmas que testaram positivo para o coronavírus. O monitoramento é feito pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) através dos celulares de pacientes que aceitarem participar da pesquisa.

Até a última atualização da Secretaria de Saúde, o Tocantins tinha registrado 12 casos da Covid-19, sendo nove em Palmas e três em Araguaína.

Publicidade

Depois que um equipamento é instalado nos celulares começa a ser feito um cruzamento dos dados. Com isso é possível saber a localização geográfica de onde as pessoas com coronavírus frequentaram ou estiveram até o resultado do exame.

O equipamento se trata de um software de extração de dados específico das forças policiais. Nesta ação os peritos criminais rastreiam somente a localização no mapa e as informações pessoais dos pacientes são preservadas.

Segundo a SSP, o experimento pode auxiliar no descobrimento de novos casos, além de “contribuir para reduzir o risco de disseminação do vírus […] manter os baixos índices de contágio e minimizar os impactos da crise”.

O trabalho é feito por equipes do Núcleo Especializado de Computação Forense da Superintendência de Polícia Científica e em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Palmas (Semus).

(G1)

-- Publicidade --