Tocantins cai três posições no ranking nacional de queimadas, segundo dados do INPE

quarta-feira, 4 de outubro de 2023 às 09:19
880 Visualizações
O Tocantins queimou menos este ano passou de 10.006 focos de calor registrados no ano passado para 7.878 este ano. – Foto: Fernando Alves/Governo do Tocantins

TOCANTINS – O Tocantins caiu três posições no ranking nacional de focos de calor, saindo da terceira posição para a sexta, segundo dados do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais). A queda leva em conta o número de focos de calor registrados de janeiro a outubro, em comparação ao período de janeiro a julho de 2023.

No acumulado dos meses, ao longo deste ano, o estado também queimou menos. De 01 de janeiro a 02 de outubro, foram registrados 7.878 focos de calor, número bem abaixo do apontado pelo INPE no mesmo período no ano anterior, quando foram somados 10.878 focos, uma redução de 21%.

Publicidade

Para o secretário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Marcello Lelis, a redução apresentada no número de focos de calor é resultado de uma série de medidas adotadas pelo Governo do Tocantins, principalmente neste período crítico de estiagem e condições climáticas favoráveis à propagação do fogo.

Segundo o secretário, o Projeto Foco no Fogo, que percorreu 2,4 mil propriedades em 2023, foi outra importante ação de prevenção desenvolvida pelo Governo do Tocantins. “Todas essas iniciativas demonstram o empenho e esforço do Governo nesta missão que é combater as queimadas ilegais e os incêndios florestais”, pontua. Coordenado pela Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), o projeto é executado em parceria com mais de 30 instituições que compõem o Comitê Estadual de Combate aos Incêndios Florestais e Controle de Queimadas no Tocantins – Comitê do Fogo.

O secretário lembra que a Semarh destinou, neste ano, mais recursos para a contratação e aparelhamento de brigadistas, totalizando mais de R$ 1,5 milhão oriundos do Fundo Estadual de Recursos Hídricos (FERH). Além disso, ele destaca “o trabalho de prevenção e fiscalização realizados pelos órgãos competentes como o Batalhão Ambiental da Polícia Militar, o Naturatins, o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil, que foram importantíssimos para alcançarmos estes bons resultados”.

 Redução histórica

De acordo com a série histórica de focos ativos no mês de agosto (desde 1998) da plataforma de monitoramento do INPE, em agosto de 2023 o Tocantins teve 1.141 registros, um recorde de menor índice de focos de calor ativos dos últimos 14 anos, com a redução de 50% em comparação ao mês de agosto do ano passado, que teve 2.298 registros.

Segue Link do Inpe com os dados.

http://terrabrasilis.dpi.inpe.br/queimadas/situacao-atual/situacao_atual/

(SECOM-TO)

-- Publicidade --

Comentários no Facebook